‘O cartão vermelho não foi para mim’, diz Guedes após Bolsonaro barrar Renda Brasil - Revista Oeste

Em 15 set 2020, 13:48

‘O cartão vermelho não foi para mim’, diz Guedes após Bolsonaro barrar Renda Brasil

15 set 2020, 13:48

Ministro se reuniu com o presidente após reações negativas à hipótese de congelar aposentadorias para bancar programa social

Economia

Paulo Guedes e Bolsonaro se reuniram após divergências sobre o Renda Brasil
Gabriel Biló/Estadão Conteúdo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, negou que o “cartão vermelho” anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira, 15, tenha sido para ele. Contudo, o chefe da pasta não explicou a quem se dirigiu a bronca do presidente.

“O cartão vermelho não foi para mim. Nós conversamos sobre as notícias dos jornais hoje de manhã”, disse Guedes, no início desta tarde, em videoconferência realizada com a Telecomunicações do Brasil.

Para bancar o programa Renda Brasil, a equipe econômica vinha estudando congelar aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). No entanto, a ideia foi vetada pelo presidente. Bolsonaro disse que vai levantar um “cartão vermelho” para integrantes do governo que propusessem a ideia.

O congelamento de aposentadorias tinha sido defendido publicamente pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, ontem. “Quem porventura vier a propor para mim uma medida como essa, só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa”, disse Bolsonaro.

Crise

Guedes e sua equipe têm tido uma série de divergências com Bolsonaro e outros integrantes do governo. Entre os temas que dividem o governo e estão em discussão nesta semana figura o projeto que concede o perdão de dívidas tributárias a templos religiosos. Bolsonaro sugeriu ao Congresso a derrubada de seus próprios vetos para viabilizar o perdão.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 Comentários

  1. Essas divergências fazem parte do processo e é salutar. Faço votos que tenham se entendido e vida que segue.

    Responder
  2. Está parecendo que quem soltou isso pra imprensa quer fomentar um racha entre Guedes e Bolsonaro com intenção de pegar o lugar do ministro.

    Responder
  3. Grande parte da mídia planta e aduba o sonho de Paulo Guedes sair do governo. Que Deus dê sabedoria e firmeza ao nosso ministro! E que Bolsonaro não se sinta tentado a esticar mesmo esta corda!

    Responder
  4. Idiota que propõe esse tipo de coisa tem mais é que levar alem do cartão vermelho um pé na bunda.

    Responder
    • O importante para i Brasil é que Bolsonaro e Guedes estejam afinados.

      Responder
  5. Congelamento de aposentadorias
    Perdão aos templos religiosos
    Barroso líder da oposição
    Medalha para o TOFOLLI
    Policia proibida de agir pelo STF
    Presidente não pode nomear quem ele quer pois o STF não deixa
    STF pergunta: O QUE FAZ O EXÉRCITO NA AMAZÔNIA (hilária)
    O SER MAIS HONESTO DO MUNDO é acusado de novo pela LAVA JATO
    ARROZ – 2009 LULA e STF acabam com os plantadores de RORAIMA
    INQUÉRITO DO FIM DO MUNDO. Eu investigo e acuso quem quero, mando prender e julgo também. Não dou trabalho pra ninguém
    Governadores prendem todo mundo em casa e a CULPA é do PRESIDENTE.
    BARROSO prova que quase sabe falar inglês, só não raciocina direito.
    Queiroz tá preso, LULA tá solto e cadê os outros 21 Deputados do RJ que o COAF achou com desvios de RACHADINHA além do Flávio Bolsonaro?
    QUE FALTA ME FAZ O STANISLAW PONTE PRETA HOJE EM DIA PARA ESCREVER OUTRO FEBEAPA.
    DARIA UMA ENCICLOPÉDIA.
    NO FUNDO, TENHO DÓ DESTA NOSSA NAÇÃO.

    :

    Responder
  6. Erro de concordância no terceiro parágrafo “…Bolsonaro
    disse que vai levantar um “cartão vermelho” para integrantes do governo que propusessem a ideia”. O correto seria propuserem.

    Responder
  7. Ou então: …que iria levantar.

    Responder
  8. GRAÇAS A DEUS QUE OS DOIS SE ENTENDEM, apesar da imprensa.
    Bolsonaro já provou por A+B que vai defender os brasileiros de qualquer medida prejudicial. MORO QUE O DIGA!
    O PG não é mimado como MORO, ela aguenta ouvir um NÃO e segue em frente. Isto é COMPROMISSO, LEALDADE E PROFISSIONALISMO.

    Responder
  9. …Sou eu assim sem vc… pode até soar bobo o refrão da música. Quem dera todos os governantes do país tivessem essa coragem d dizer ” não entendo nada d economia” “ele é meu posto Ipiranga”. É uma dupla q quer o bem do Brasil, vai muito além dos interesses econômico, vai pelo lado da realização, do dever cumprido, até pq, depois fica difícil alguém enganar o povo, como nos engana à 30 anos. Essa dupla pode bater no peito e se orgulhar do q estão fazendo. Existe o Brasil antes e depois d vcs. PÉ NO PESCOÇO!!!

    Responder
    • Obs.: claro q existe a máquina Tarcísio, a mãe damares, o Salles, o Pazuello o herói q bancou a saúde, quando os covardes e oportunistas, empurravam o Brasil p cova. Mas o dinheiro p todos agirem vem d Guedes com autorização d Bolsonaro. No final uma equipe q é F….. parabéns.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Coronavírus

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês