O gigantismo do líder do governo contra a pauta-bomba da Câmara - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 12 abr 2020, 12:34

O gigantismo do líder do governo contra a pauta-bomba da Câmara

12 abr 2020, 12:34

Oeste relata como deputado Vitor Hugo (PSL-GO) desarmou a votação do Plano Mansueto. Governo calculava que impacto seria de R$ 180 bilhões. Rombo, na verdade, pode chegar a R$ 222 bilhões

O líder do governo na Câmara, Vitor Hugo (PSL-GO), foi um gigante na articulação que freou a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP) 149/19, o chamado Plano Mansueto. Oeste conversou com governistas e outros deputados que relatam a atuação que convenceu a Câmara a não apreciar a matéria.

As conversas começaram cedo na quarta-feira, 8. Naquele dia, às 18h05, quando Vitor Hugo postou em seu perfil no Twitter um vídeo explicando os motivos de o governo não aceitar a votação do substitutivo do PLP 149, fazia pelo menos quatro horas ele havia iniciado o processo de diálogo para barrar a votação.

Líderes, vice-líderes e demais parlamentares influentes receberam áudios, planilhas e cálculos feitos pela equipe econômica. Era o início da tarde de quarta. Não demorou muito até que alguns se convencessem da necessidade de discutir melhor a matéria. A base mais fiel ao governo e à matéria original — que prevê a suspensão de dívidas dos Estados desde que deem contrapartidas ao ajuste fiscal — começou a resistir e sinalizar com a obstrução da pauta.

Rombo

O recado era claro, dizem parlamentares. “Como vamos votar algo que nem sabemos o que é?”, diz uma liderança da Câmara. A atuação de Vitor Hugou convenceu, sobretudo, parlamentares da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Organicamente, conseguiu desmobilizar o quórum para a votação.

A equipe econômica calculava até então que o impacto do Plano Mansueto seria de R$ 180 bilhões. Mas o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, avalia que o rombo nos cofres públicos pode chegar a R$ 222 bilhões.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

12 Comentários

  1. Parabéns Vitor Hugo…Eh de parlamentar assim que o Brasil precisa……

    Responder
    • Parabéns…quando há vontade, há solução ??????

      Responder
    • Senhor Deputado o povo Brasileiro lhe agradecer.
      Pelo seu empenho a favor nação brasileira. Se todos os deputados ajice assim o Brasil seria melhor.
      Meus parabéns Depurado Víctor Hugo!

      Responder
  2. Uma atuação pontual teria que ocorrer para barrar o absurdo que seria esse Projeto de Lei Complementar!! Congratulações ao Deputado Vitor Hugo.

    Responder
  3. É inacreditável como o presidente da Câmara, tenta, o tempo todo, passar a perna em nós, e prejudicar o Brasil.

    Responder
  4. Parabéns deputado pelo seu trabalho.
    Nós brasileiros precisamos de homens públicos como o senhor.

    Luiz

    Responder
  5. Parabéns Deputado. Brasil que paga imposto agradece.

    Responder
    • Patriota!
      ????????

      Responder
  6. Esse é um leão!!!

    Responder
  7. PARABENS, ISSO É SER LIDER VERDADEIRO

    Responder
  8. Ficou bem claro porque o safado do nhonho botafogo não gosta dele.

    Responder
  9. Lembrando que ele é uma escolha pessoal do Presidente Bolsonaro e que Maia junto com o Centrão tentaram desqualificá-lo desde o início, mas Bolsanro bancou e o mantreve à frente da liderança do governo na Cãmara. Parabéns ao Major Vitor Hugo!!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês