-Publicidade-

Alemanha anuncia ter controlado o novo coronavírus

Após um mês de restrições sociais, a Alemanha, o quinto país mais afetado do mundo pela covid-19, anunciou que a epidemia está sob controle no país.

A partir da próxima segunda, 20, lojas de até 800 metros quadrados serão autorizadas a reabrir as portas

Foto: PxHere

Após um mês de restrições sociais, a Alemanha, o quinto país mais afetado pela covid-19, anunciou nesta sexta-feira, 17, que a epidemia está sob controle no país.

“Podemos dizer agora que as ações têm funcionado. Conseguimos passar de um crescimento dinâmico a um crescimento linear e as taxas de infecção diminuíram de maneira significativa”, destacou o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn.

“Outro dado importante e encorajador é que, desde 12 de abril, mais pessoas são curadas todos os dias do que o número de novas infecções”, disse ele em entrevista coletiva, explicando ainda que a Alemanha já testou, até o momento 1,7 milhão de pessoas.

A taxa de infecção de pessoa para pessoa caiu para 0,7% na Alemanha, de acordo com dados divulgados na noite de ontem, pelo Instituto Robert Koch, a autoridade federal responsável pelo monitoramento epidemiológico.

É a primeira vez que esse índice fica abaixo de 1%, destacou o presidente da instituição, Lothar Wieler, lembrando que a taxa era de 1,3% no início do mês.

A Alemanha impôs restrições significativas em todo o território, desde o fechamento de escolas e espaços culturais até a proibição de agrupamentos nas ruas.

A partir de segunda-feira, 20, lojas de até 800 metros quadrados serão autorizadas a reabrir as portas, desde que sigam regras rígidas de higiene. As escolas vão retomar as aulas a partir de 4 de maio, começando pelos alunos mais velhos, de acordo com a Rádio França Internacional.

Grandes eventos, como concertos ou competições esportivas, permanecem proibidos até pelo menos 31 de agosto. Agrupamentos de mais de duas pessoas também estão vedados em locais públicos e os alemães devem respeitar uma distância mínima de 1,5 metro. Teremos de “aprender a conviver com o vírus”, insistiu o ministro da Saúde.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês