-Publicidade-

Após apagão, operadoras liberam sinal de internet e telefone no Amapá

Empresas também se dizem atingidas pelo problema porque dependem de eletricidade

Empresas também se dizem atingidas pelo problema porque dependem de eletricidade

Macapá
Monumento “Marco Zero”, que marca a passagem exata da Linha do Equador em Macapá | Foto: Governo do Amapá

Diante da falta de energia generalizada no Amapá, que afetou inclusive o fornecimento de água e comida para a população, operadoras de telecomunicações decidiram liberar o acesso a ligações e serviços de internet no Estado.

Com a medida, que já está em vigor, os clientes de uma operadora poderão utilizar gratuitamente as redes das demais nos municípios afetados. Numa nota conjunta, as empresas Claro, Oi, Vivo e TIM anunciaram a liberação do roaming no Estado já está valendo desde sábado.

Leia mais: Apagão no Amapá: um Estado sem ‘força’

“Com isso, os usuários terão mais alternativas para acessar os serviços de internet e telefonia no Estado”, informou a Conexis Brasil Digital, marca do SindiTelebrasil, entidade que representa o setor de telecomunicações no País.

A maioria dos municípios do Estado ficou sem energia elétrica por três dias, após um incêndio na subestação de Macapá na noite da última terça-feira, 3, que causou o desligamento de linhas de transmissão. O restabelecimento só começou neste sábado, 7, e levará dez dias para ser normalizado.

As empresas de telecomunicações também se dizem atingidas pelo problema porque dependem de eletricidade para oferecer os seus serviços e também têm tido dificuldades no acesso à energia e combustíveis.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês