-Publicidade-

Após pressão dos EUA, Huawei vai parar produção de chipsets

Estados Unidos têm fechado o cerco contra a empresa alegando que ela faz espionagem para o governo chinês
Foto: Divulgação/Huawei
Foto: Divulgação/Huawei | Foto: DIVULGAÇÃO/HUAWEI

Estados Unidos têm fechado o cerco contra a empresa alegando que ela faz espionagem para o governo chinês

Huawei
Foto: Divulgação/Huawei

Após o aumento da pressão dos Estados Unidos, a chinesa Huawei interromperá a fabricação de seus chipsets Kirin – componentes-chave de telefones celulares – no próximo mês.

A informação foi divulgada pela revista chinesa Caixin, neste sábado, 8.

Segundo a publicação, o presidente-executivo da Unidade de Negócios do Consumidor da Huawei, Richard Yu, disse que a pressão norte-americana sobre os fornecedores tornou impossível para a divisão de chips da empresa, HiSilicon, continuar fabricando os chipsets.

LEIA MAIS: Embaixador alerta para debandada de empresas se Brasil aceitar Huawei

Com as relações entre China e EUA no pior momento em décadas, Washington está pressionando governos ao redor do mundo a boicotarem a Huawei, argumentando que ela entregaria dados à espionagem do governo chinês. A Huawei nega que espione para a China.

Em maio, o Departamento do Comércio dos Estados Unidos editou decretos que exigem que fornecedores de softwares e equipamentos de manufatura não façam negócios com a Huawei sem primeiro obter uma licença.

Segundo a agência Reuters, a HiSilicon, da Huawei, depende de softwares de empresas norte-americanas para projetar seus chips e terceiriza a produção a uma empresa de Taiwan, que usa equipamentos dos norte-americanos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. A China possui cultura diferente da nossa.
    Povo mais submisso que acata, por conta de força bruta, as ordens e diretrizes ditatoriais do PCC há anos.
    É triste, mas nem mesmo o povo de lá confia em seu próprio governo.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês