-Publicidade-

Bolsonaro diz que vacina contra a covid-19 não será obrigatória

Presidente da República também defendeu que os países que oferecem a imunização deveriam aplicá-la antes em sua população
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente da República também defendeu que os países que oferecem a imunização deveriam aplicá-la antes em sua população

Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer nesta segunda-feira, 19, que o governo não vai tornar obrigatória a vacinação contra covid-19.

Falando a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, ele afirmou que a decisão cabe ao Ministério da Saúde.

“O meu ministro da Saúde já disse que não será obrigatória essa vacina e ponto final”, garantiu o presidente.

Sem fazer referência direta à China, Bolsonaro defendeu que os países que oferecem a imunização deveriam aplicá-la antes em sua população.

Ele disse que muitas coisas, incluindo produtos bélicos só se consegue vender para outros países depois de ser usado internamente e a eficácia ser comprovada.

“Tem um governador aí que está se intitulando o médico do Brasil, dizendo que a vacina será obrigatória. Repito que ela não será”, disse Bolsonaro fazendo referência ao governador de São Paulo, João Doria.

O presidente ainda classificou a reforma administrativa aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo como “lamentável”. Ele afirmou que o texto pode gerar aumento de impostos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês