-Publicidade-

Brasil: produção de veículos sobe 73% em julho ante junho

Início de recuperação é reflexo da flexibilização do isolamento social; na comparação com julho do ano passado, a queda é de 36%
Linha de produção da GM em São Bernardo do Campo (SP) | Foto: GM Brasil
Linha de produção da GM em São Bernardo do Campo (SP) | Foto: GM Brasil

Início de recuperação é reflexo da flexibilização do isolamento social; na comparação com julho do ano passado, a queda é de 36%

carro
Linha de produção da GM em São Caetano do Sul (SP) | Foto: GM Brasil

A produção de veículos no Brasil subiu 73% em julho em comparação com o mês anterior. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 7, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O setor produziu 170 mil veículos entre carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, mas o volume ainda representa uma queda de 36,2% em relação ao desempenho de julho de 2019.

Houve tanto incremento das vendas no mercado interno quanto o retorno de alguns embarques de exportação.

O aumento da produção é reflexo da tendência iniciada com a flexibilização das medidas de isolamento social adotadas devido ao combate ao novo coronavírus.

“Praticamente todas as montadoras estão agora produzindo, mas num ritmo menor que antes”, disse o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

No acumulado de janeiro a julho, a indústria mostra queda de 48,3% na produção e de 36,6% nos licenciamentos em comparação com 2019.

A crise provocada pela pandemia acarretou cerca de 3.500 demissões no setor, que encerrou julho com 122,5 mil postos de trabalho ocupados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês