-Publicidade-

Ceagesp promove distribuição de alimentos em ato anti-Doria

Cestas com frutas, verduras e legumes foram distribuídas ao som do hino nacional

Cestas com frutas, verduras e legumes foram distribuídas ao som do Hino Nacional

Ceagesp
Alimentos distribuídos na Companhia de Entrepostos de São Paulo | Foto: Reprodução/Ceagesp

Sessenta toneladas de alimentos foram distribuídos à população nesta quinta-feira, 14, na Ceagesp, em São Paulo, em um protesto contra o aumento de impostos sobre alimentos que havia sido anunciado pelo governador João Doria (PSDB). O tucano já recuou da decisão.

No fim do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro indicou Mello Araújo, ex-comandante da Rota, para presidir a companhia federal. A Ceagesp deu apoio institucional ao protesto, realizado pelos vendedores que trabalham no entreposto.

Leia mais: “Valor da Produção Agropecuária de 2020 é o maior dos últimos 32 anos”

Seguranças da companhia organizaram a fila de milhares de pessoas que foram até lá receber cestas com frutas, verduras e legumes. A entrega se deu ao som do Hino Nacional.

“Os comerciantes tiveram a ideia de fazer uma manifestação inteligente, que era usar essa doação para fazer uma superdoação e mostrar que esse aumento do governador é uma insanidade”, disse Araújo.

O presidente da Ceagesp negou, porém, que o apoio aos comerciantes fosse uma ação política contra o governador. “O que ele está fazendo é uma insanidade, mas distribuímos alimentos todas as quintas.”

Nesta quinta-feira, Doria revogou oficialmente as mudanças nas alíquotas de ICMS para o setor de hortifrútis, insumos agropecuários e energia elétrica para os produtores de São Paulo. A medida inclui também os medicamentos genéricos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês