-Publicidade-

Delegação brasileira retorna do Líbano

Liderada pelo ex-presidente Michel Temer, comitiva levou ajuda humanitária a Beirute, devastada por grave explosão no último dia 4

Liderada pelo ex-presidente Michel Temer, comitiva levou ajuda humanitária a Beirute, devastada por grave explosão no último dia 4

brasil, líbano, ajuda humanitária, comitiva, beirute, explosão, michel temer, paulo skaf
Comitiva humanitária que esteve em Beirute | Foto: Divulgação/Missão Especial a Beirute

Os integrantes da comitiva brasileira que viajou ao Líbano na última quarta-feira, 12, já chegaram de volta a Brasília. Segundo a Força Aérea Brasileira, os dois aviões em que a delegação viajou, um KC-390 Millennium e um VC-2 (Embraer 190), deixaram a capital libanesa, Beirute, no início da tarde dessa sexta-feira, 14, e pousaram no Distrito Federal pouco depois das 9 horas deste sábado, 15.

Chefiada pelo ex-presidente da República Michel Temer, que é filho de libaneses, a delegação acompanhou o transporte de seis toneladas de alimentos e medicamentos que o Brasil doou ao Líbano. A doação, de caráter humanitário, visa a ajudar a população libanesa, minimizando as consequências de uma grave explosão ocorrida no último dia 4, em um armazém da região portuária de Beirute, onde cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio estavam armazenadas.

Mais de cem pessoas morreram em decorrência da explosão. Além disso, o porto de Beirute, principal local de armazenamento de grãos do país, foi muito afetado. Restaram reservas suficientes para alimentar a população, de cerca de 6,8 milhões de habitantes, por menos de um mês.

Além de seis toneladas de alimentos, medicamentos e insumos básicos de saúde (antibióticos, corticoides, analgésicos, ataduras, seringas, cateteres, máscaras cirúrgicas e 300 ventiladores pulmonares), o Brasil doou mais 4 mil toneladas de arroz que estão sendo transportadas para o Líbano a bordo de navios.

Com a comitiva brasileira viajaram peritos em explosões e incêndios que permanecerão no país até o fim do mês, ajudando as autoridades locais e identificando outras situações perigosas.

Além de Temer, que se reuniu com o primeiro-ministro interino do Líbano, Hassan Diab, integraram a delegação brasileira os senadores Nelson Trad Filho (PTB) e Luiz Pastore (MDB), o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Flávio Viana Rocha, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, entre outros membros nomeados pela Presidência da República.

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês