-Publicidade-

Dois anos após Brumadinho, Vale anuncia pagamento de R$19,6 bilhões a acionistas

A mineradora, entretanto, diz estar empenhada na reparação de danos
A tragédia de Brumadinho completou dois anos hoje, 25 de janeiro
A tragédia de Brumadinho completou dois anos hoje, 25 de janeiro | Foto: Reprodução/Twitter

Após dois anos da tragédia de Brumadinho (MG), a Vale anunciou o pagamento de R$19,6 bilhões a acionistas da empresa. Nesse mesmo período, segundo dados da mineradora, foram pagos R$ 3,7 bilhões em indenizações e auxílios emergenciais aos atingidos na tragédia. A comparação das cifras tem sido usada pelas vítimas para cobrar um maior comprometimento da companhia na reparação dos danos causados no desastre.

“São valores altíssimos repassados aos acionistas”, disse a engenheira civil Josiane Melo, presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos do Rompimento da Barragem da Mina Córrego do Feijão (Avabrum). “É um desrespeito com as pessoas que tiveram a vida ceifada. E não falo só das vítimas que foram privadas do direito de viver. As famílias que perderam seus entes queridos estão sem forças pra nada. É um pesadelo constante.”

A mineradora, entretanto, diz estar empenhada na reparação dos danos. “Comprometida em indenizar de forma justa e célere todos os impactados, a empresa já pagou mais de R$ 2 bilhões em indenizações”, informou em nota. “Ao todo, 8,7 mil pessoas já firmaram acordos de indenização com a Vale, sendo 1,6 mil por meio da Justiça trabalhista e 7,1 mil pessoas em indenizações cíveis.”

Desde a tragédia, ocorrida após o rompimento de uma barragem na Mina Córrego do Feijão em 25 de janeiro de 2019, foram resgatados 259 corpos. Permanecem desaparecidas outras 11 pessoas. A avalanche de lama destruiu comunidades, devastou vegetação e poluiu o Rio Paraopeba, que abastece parte da região metropolitana de Belo Horizonte.

Leia também: “5 anos da tragédia de Mariana: o que foi feito até agora?”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Compreendo as razões dos familiares das vitimas, para não entender como pagar dividendos aos acionistas sem ainda ter indenizado totalmente as vitimas, todavia o bom jornalismo não pode estabelecer comparativos entre os valores até agora indenizados com os dividendos anunciados. Quando se faz essa insinuante critica a direção da Vale, é importante ressaltar os valores provisionados nos resultados da empresa para pagamento dessas indenizações. Dividendos é a distribuição aos acionistas de parte do lucro do exercício já deduzidas essas provisões. Afinal, sem acionistas não há investimentos, emprego, progresso e vida. Vamos ser sensatos e demonstrar esses números e verificar por que ainda não foram aceitos pelas partes. Afinal, muitas famílias dependem da existência dessa empresa com saúde financeira e respeito as boas praticas ambientais como parece estão se adaptando. Vale dizer que não sou acionista da empresa, mas critico quem os imagina vilões nessa tragédia. Se a empresa for mal administrada como foram grandes estatais e não sobreviver será pior para milhares de pessoas dependentes de suas atividades.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês