-Publicidade-

Donos de bares e restaurantes protestam contra restrições em SP

O grupo se reuniu na Avenida Paulista e interditou a via
Parte da população paulistana não concorda com as medidas restritivas do governo do Estado
Parte da população paulistana não concorda com as medidas restritivas do governo do Estado | Foto: Divulgação

Proprietários de bares e restaurantes fizeram um protesto na Avenida Paulista na manhã desta quarta-feira, 27, contra o aumento de restrições impostas pelo governo estadual aos estabelecimentos, sob a justificativa de conter o avanço da covid-19. O grupo se reuniu na Praça dos Ciclistas, na Consolação, e caminhou pela ciclovia, no canteiro central, até o Museu de Arte de São Paulo (Masp). Por volta das 10 horas, a faixa da direita da Avenida Paulista foi interditada para o tráfego de veículos em frente ao Masp. Às 10h20, toda a pista no sentido Consolação estava bloqueada.

O funcionamento de bares e restaurantes é permitido das 6 às 20 horas durante a semana, quando a capital fica na fase laranja. Nos fins de semana, na fase vermelha, os estabelecimentos não podem abrir ao público e devem atender somente por delivery. Permite-se apenas o funcionamento de serviços essenciais — supermercados, farmácias e postos de combustíveis. Em nota, o governo comunicou que respeita a livre manifestação, mas lamenta que se promova esse tipo de ação, “contra a saúde pública”. As medidas restritivas valem até, pelo menos, 7 de fevereiro.

Leia também: “Em São Paulo, caminhoneiros protestam contra Doria”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês