-Publicidade-

EUA diz que Irã e Rússia tentam interferir na eleição

Autoridades temem que estejam buscando disseminar desinformação para afetar o resultado do pleito

Autoridades temem que estejam buscando disseminar desinformação para afetar o resultado do pleito

Casa Branca
Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos | Foto: Andrea Hanks/Casa Branca

Autoridades de inteligência de alto escalão dos Estados Unidos acusaram a Rússia e o Irã de tentarem interferir na eleição presidencial de 2020.

Eles temem que entidades estrangeiras estejam buscando minar a confiança na integridade da votação e disseminar desinformação buscando afetar o resultado do pleito.

LEIA MAIS: Vaticano renova acordo com o Partido Comunista da China

“Confirmamos que algumas informações de registro de eleitores foram obtidas pelo Irã, e separadamente, pela Rússia”, disse o diretor de Inteligência Nacional, John Ratcliffe, nesta quarta-feira, 21, segundo a agência Reuters.

A maior parte dos registros de eleitores é de domínio público, mas Ratcliffe afirmou que autoridades do governo “já viram o Irã enviar e-mails por spoofing para intimidar eleitores, incitar tumultos sociais e prejudicar o presidente Trump”.

Agências de inteligência já haviam dito que o Irã poderia interferir para prejudicar Trump, e que a Rússia estava tentando ajudá-lo na eleição.

Moscou e Teerã negaram rapidamente as acusações.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês