-Publicidade-

Qualidade de vida piorou para quase 50% dos paulistanos

É o que indica a pesquisa Viver em São Paulo
Rua Barão de Itapetininga, região central de São Paulo
Rua Barão de Itapetininga, região central de São Paulo | Foto: Fábio Vieira/FotoRua/Estadão Conteúdo

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 21, pela Rede Nossa São Paulo, mostra que 43% dos residentes na cidade acreditam que a qualidade de vida piorou ao longo do último ano. Para 27% dos entrevistados, as condições de vida pioraram um pouco; para 16%, muito. Para 39%, não houve mudança. Outros 14% acreditam que houve melhora.

Em relação a 2019, a piora da qualidade de vida era uma percepção de 28% da população paulistana.

“Houve um aumento grande da sensação de piora de vida. Esse é um dado significativo. Nós temos que estar atentos a ele”, enfatizou o coordenador da Rede Nossa São Paulo, Jorge Abrahão.

A pesquisa ouviu 800 pessoas proporcionalmente distribuídas por todas as regiões da cidade. As entrevistas foram conduzidas pelo Ibope entre 5 de dezembro de 2020 e 4 de janeiro de 2021.

Leia também: “Auxílio emergencial evitou que 5,6 milhões de crianças fossem parar na extrema pobreza”

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. E o desejo dos prefeitos de São Paulo em transformar a capital em uma cracolândia ou uma Venezuela. Basta andar pela Avenida Paulista ou Centro Histórico como a praça da Sé, Pátio do Colégio. A Capital esta abandonada, suja e fedida.. Parabéns ex-prefeitos HADDAD,MARTA SUPLYCY,JOÃO DORIA e o atual Bruno Covas. A caminho de uma Venezuela…

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês