-Publicidade-

‘Saúde e economia são inseparáveis’, admite diretor da OMS

Tedros Adhanom também afirmou que as medidas de isolamento social não têm de ser utilizadas como soluções de longo prazo
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em evento promovido pelo órgão | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em evento promovido pelo órgão | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em evento promovido pelo órgão | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Tedros Adhanom também afirmou que as medidas de isolamento social não têm de ser utilizadas como soluções de longo prazo

saúde e economia
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em evento promovido pelo órgão | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, admitiu na sexta-feira 21 que economia é vida. Segundo ele, não é preciso optar por uma delas porque ambas se complementam. “Não podemos escolher entre economia e vidas. É uma falsa escolha. A pandemia é um alerta de que saúde e economia são inseparáveis”, declarou em entrevista coletiva. Além disso, afirmou que as medidas de isolamento social não têm de ser utilizadas como soluções de longo prazo para conter a covid-19. Conforme Adhanom, a pandemia deve ser “freada em menos de dois anos”, considerando a tecnologia disponível e os recursos financeiros aplicados na lutra contra o vírus chinês.

Leia também: “China quer combater a covid-19 com cloroquina”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês