-Publicidade-

Snapchat é mais uma empresa a censurar Trump

Companhia alega ‘violação das diretrizes’ como justificativa
O presidente norte-americano, Donald Trump, já foi censurado por outras mídias sociais
O presidente norte-americano, Donald Trump, já foi censurado por outras mídias sociais | Foto: Reprodução/Divulgação

Após suspender momentaneamente a conta de Donald Trump da plataforma após o episódio da invasão no Congresso dos Estados Unidos, o Snapchat anunciou ontem, quarta-feira 13, a decisão de remover definitivamente o presidente norte-americano do aplicativo.

Em comunicado, a empresa afirma que a decisão foi feita visando “o melhor interesse da comunidade”.

“No interesse da segurança pública, e com base em suas tentativas de espalhar desinformação, discurso de ódio e incitar a violência, que são violações claras de nossas diretrizes, tomamos a decisão de encerrar definitivamente sua conta”, disse um porta-voz da empresa.

Agora, a conta de Trump ficará permanentemente retida e não conseguirá mais publicar conteúdo.

Leia também: “Líderes europeus criticam censura de Trump no Twitter”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês