-Publicidade-

Chico Rodrigues deixa Conselho de Ética do Senado

PF afirma que parlamentar foi flagrado com dinheiro na cueca
Chico Rodrigues está fora do Conselho de Ética do Senado | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Chico Rodrigues está fora do Conselho de Ética do Senado | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | senador chico rodrigues - conselho de ética e decoro parlamentar do senado

PF afirma que parlamentar foi flagrado com dinheiro na cueca

senador chico rodrigues - conselho de ética e decoro parlamentar do senado
Chico Rodrigues está fora do Conselho de Ética do Senado | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado acaba de ficar com vaga em aberto. Congressista flagrado por agentes da Polícia Federal (PF) com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues (DEM-RR) pediu para deixar o órgão. Em ofício entregue na tarde de hoje, ele solicita “desligamento imediato.”

Leia mais: “‘Foi linchado por guardar seu dinheiro’, diz defesa da Chico Rodrigues”

Essa não foi a primeira perda do senador desde que foi alvo de operação da PF. Anteriormente, ele já tinha deixado a condição de vice-líder do governo no Senado. Ainda na última semana, o parlamentar caiu na mira do Supremo Tribunal Federal (STF). Em decisão liminar e monocrática, o ministro Luís Roberto Barroso determinou o afastamento de Rodrigues do Congresso Nacional. Medida que será analisada pelo plenário da Corte — e precisará da validação do próprio Senado.

A situação de Rodrigues fez com que o presidente da República e o partido dele se manifestarem. Bolsonaro, por exemplo, declarou que não tem como controlar todos os vices-líderes no Legislativo, afirmou que o caso é um “problema” e garantiu que em seu governo, na estrutura definida por ministros e presidentes de estatais, não há caso registrado de corrupção. Em nota, o diretório nacional do DEM avisou que o senador poderá sofrer punições “disciplinares.”

Conselho de Ética

Com o pedido de desligamento de Chico Rodrigues, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado deve contar com outro integrante do Bloco Parlamentar Vanguarda. O grupo é composto por senadores de três partidos: DEM, PL e PSC, informa o Estadão Conteúdo. Caberá aos líderes das legendas se reunir e indicar o próximo integrante da comissão, que está com as atividades paralisadas desde o início da pandemia de covid-19 no Brasil.

MAIS: “Semana pode ser decisiva para a PEC da 2ª instância”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês