-Publicidade-

Governo quer US$4 bi de empréstimo internacional para despesas com a crise

Montante deverá ser aplicado em programas como o Bolsa-Família e o auxílio emergencial
Sede do Ministério da Economia em Brasília | Foto: José Cruz / Agência Brasil
Sede do Ministério da Economia em Brasília | Foto: José Cruz / Agência Brasil | Ministério da Economia

Montante deverá ser aplicado em programas como o Bolsa-Família e o auxílio emergencial

Ministério da Economia
Valor será gerido pelo Ministério da Economia | Foto: José Cruz / Agência Brasil

O governo federal publicou nesta sexta-feira, 29, uma portaria onde autoriza o Ministério da Economia a tomar um empréstimo de mais de 4 bilhões de dólares em bancos internacionais. O montante deverá ser empregado para bancar os programas de combate a crise do novo coronavírus.

Pelo câmbio atual, o valor do empréstimo passa dos R$ 21 bilhões. Entre as medidas, o montante vai garantir o pagamento do Bolsa Família, do auxílio emergencial, do seguro-desemprego e do benefício direcionado aos que têm os contratos de trabalho suspensos ou jornadas reduzidas.

Leia mais: “Vovô estava certo: não gaste tudo o que ganha”, de Ubiratan Jorge Iorio, colunista da Revista Oeste

O governo pretende direcionar 1,72 bilhão de dólares para o programa de renda básica emergencial, 960 milhões de dólares para expansão do Bolsa Família, 550 milhões de dólares para o programa de manutenção do emprego e renda e mais 780 milhões de dólares para aumento da concessão de seguro-desemprego em meio à expectativa de elevação do número de demissões com a crise.

Mais: “Auxílio emergencial poderá ser reduzido para R$ 200”

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês