-Publicidade-

Multas aplicadas contra a Vale vão custear obras em Minas Gerais

Ministério do Meio Ambiente irá repassar ao governo mineiro cerca de R$ 250 milhões arrecadados por multas aplicadas à Vale após a tragédia de Brumadinho
Multas foram aplicadas após tragédia de Brumadinho | Foto: CBMG
Multas foram aplicadas após tragédia de Brumadinho | Foto: CBMG | multas vale

Ministério do Meio Ambiente irá repassar ao governo mineiro cerca de R$ 250 milhões arrecadados por multas aplicadas à Vale após o rompimento da barragem de Brumadinho

multas vale
Multas foram aplicadas após tragédia de Brumadinho | Foto: CBMG

O Ministério do Meio Ambiente anunciou nesta segunda-feira, 6, que irá repassar R$ 250 milhões para o governo do Estado de Minas Gerais. O montante é referente a uma das multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) contra a mineradora Vale após a tragédia de Brumadinho.

De acordo com o governo, os primeiros R$ 150 milhões serão usados na melhoria de sete parques ambientais nacionais que ficam no Estado. Além disso, outros R$ 100 milhões vão ser aplicados em obras de saneamento em cidades do interior de Minas.

Leia mais: “Ministério do Meio Ambiente repassará R$ 7,3 milhões a unidades de conservação”

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, destacou que o dinheiro que sobrar das ações nos parques serão direcionados para os serviços de saneamento e tratamento de lixo. “Com isto, vamos deixar os parques em condição de visitação, com toda infraestrutura necessária, além de promover treinamento de pessoas e geração de empregos”, comentou.

Em abril do ano passado, Salles já havia dito que o dinheiro da multa iria para os parques de Minas Gerais. Mesmo com o dinheiro da Vale, todos eles passarão por processo de concessão para a iniciativa privada.

O rompimento aconteceu em janeiro de 2019, deixando 270 mortos e desaparecidos. Entretanto, onze vítimas ainda não foram encontradas.

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês