-Publicidade-

Político tucano está ‘constrangido’ com risco de perder mandato

Assim como Witzel, Nelson Marchezan Júnior usa Twitter como muro de lamentações
Político tucano, Nelson Marchezan Júnior foi deputado federal antes de assumir a prefeitura de Porto Alegre | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA CÂMARA
Político tucano, Nelson Marchezan Júnior foi deputado federal antes de assumir a prefeitura de Porto Alegre | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA CÂMARA | político tucano - nelson marchezan júnior - prefeito de porto alegre - processo de impeachment

Assim como Witzel, Nelson Marchezan Júnior usa Twitter como muro de lamentações

político tucano - nelson marchezan júnior - prefeito de porto alegre - processo de impeachment
Político tucano, Nelson Marchezan Júnior foi deputado federal antes de assumir a prefeitura de Porto Alegre | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA CÂMARA

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), foi às redes sociais para reclamar do avanço do processo de impeachment na Câmara de Vereadores. De acordo com ele, a ação tem um único propósito: constrangê-lo.

Leia mais: “Para expulsar deputado, PSDB diz que não admite troca de apoio por cargos”

“Este processo de impeachment, que nos tira qualquer direito de defesa e manifestação, que atropela os ritos, só tem o objetivo de me constranger e me tirar do processo eleitoral”, publicou Marchezan Júnior em seu perfil no Twitter. A postagem foi feita na sexta-feira, 28, minutos após relatório favorável à cassação ser apresentado no Legislativo da capital gaúcha.

Similar a Wilson Witzel, governador afastado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e que também responde contra processo de impeachment, o político tucano adotou tom vitimista. Nesse sentido, afirmou não ser corrupto e sinalizou que o processo em questão apenas visa tirá-lo das eleições deste ano. Por ora, ele é candidato à reeleição à prefeitura de Porto Alegre pelo PSDB.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês