Pagamento via WhatsApp Pay ainda não está aprovado no Brasil - Revista Oeste

Em 4 jul 2020, 19:20

Pagamento via WhatsApp Pay ainda não está aprovado no Brasil

4 jul 2020, 19:20

Para Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, é preciso ainda comprovar competitividade e proteção de dados do aplicativo

lei

Banco Central avalia riscos do WhatsApp Pay para o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) | Foto: DIVULGAÇÃO/WHATSAPP

Os pagamentos pelo WhatsApp no Brasil serão aprovados pelo Banco Central (BC) assim que for comprovado que o arranjo proposto pela empresa é competitivo e tem a proteção de dados na forma que o BC considera adequada, afirmou o presidente da autarquia, Roberto Campos Neto, na última quinta-feira, 2.

“Entendemos que existe um ponto que ele pode ser competitivo ou pode não ser. Mas a gente não está dizendo que não é, a gente só quer que peçam autorização e que nos mostrem como vai ser o funcionamento para gente ter certeza que é competitivo”, disse ele, ao participar de evento promovido pelo jornal Correio Braziliense. 

O WhatsApp anunciou em 15 de junho que seus usuários poderiam fazer pagamentos por meio do aplicativo, numa parceria que também incluía instituições financeiras como o Banco do Brasil e a empresa de meios de pagamentos Cielo.

Leia também a reportagem de capa da 15ª edição da Revista Oeste: A lei da mordaça, por J. R. Guzzo 

Na semana passada, o BC mandou as bandeiras de cartões Visa e Mastercard, que haviam anunciado parceria com o WhatsApp, suspenderem o uso do aplicativo controlado pelo Facebook para pagamentos e transferências, enquanto avalia eventuais riscos ao funcionamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

“Em nenhum momento Banco Central proibiu nada, o Banco Central está disposto a autorizar assim que for seguido o mesmo trilho dos outros arranjos”, disse Campos Neto.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias