Alerj será palco de conversas entre governadores e deputados, diz Witzel

Em 12 jun 2020, 20:20

Para fugir do impeachment, Witzel promete conversar com todos deputados

12 jun 2020, 20:20

Governador do Rio de Janeiro promete diálogo com parlamentares da Alerj

wilson witzel - impeachment - deputados do rio de janeiro - alerj - governador

Wilson Witzel: alvo de processo de impeachment, mas querendo conversar com a Alerj | Foto: ELIANE CARVALHO/FOTOS PÚBLICAS

O governador fluminense, Wilson Witzel (PSC), quer reverter sua situação junto à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Depois de não receber nenhum voto favorável na votação simbólica que decidiu pela abertura do processo de impeachment, ele promete, enfim, diálogo com os deputados estaduais.

Leia mais:Puxando a fila de condenados pelo Covidão

Witzel quer, aliás, conversar com todos os integrantes da Alerj. “Vou apresentar os argumentos da minha defesa a todos os deputados estaduais”, afirmou o governador por meio de postagem em seu perfil no Twitter. A saber, alguns deputados aproveitaram a sessão sobre a abertura do processo de impeachment para reclamar da postura adotada pelo mandatário. “Arrogante”, por exemplo, foi uma das palavras ecoadas por parlamentares.

“Respeito os parlamentares e a Assembleia Legislativa”

Ao menos pela rede social, Witzel demonstrou o desejo de tentar mudar essa relação. Nesse sentido, garantiu respeitar todos integrantes do Legislativo do Rio de Janeiro. “Reforço que respeito os parlamentares e a Assembleia Legislativa”, escreveu. Ele, contudo, registrou: sabe qual é o trabalho dos deputados. “Cabe fiscalizar os atos do Poder Executivo”. Dessa forma, entende que pode ter seu mandato cassado pela Casa.

Lista de problemas

A aprovação do pedido de impeachment se dá no momento em que Wilson Witzel soma lista de problemas. Conforme registrado por Oeste, o governador do Rio de Janeiro…

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. Acho que ele devia conversar com todos os advogados….. rsrsrs

    Responder
    • Se Kakái estiver em home Office, nenhum problema. “Parada” pequena. Por um scotch de 10 milhões, a OAB resolve qq parada

      Responder
  2. Witzel é repórter ou jornalista? Pergunto pq p fazer cagada tem q se distinguir o profissa.
    Ah, então é juiz? Fudeu.
    Destes, até os morcegos se envergonham. O q é toga?
    Toga é fake News. Já respondi.

    Responder
  3. Que tipo de expressão inapropriada que eu posso dirigir ao Auschwitzel? Ou tenho que tratar esse indivíduo por Sua Excelência o governador do estado do Rio de Janeiro? Nesse caso para não ferir susceptibilidades, não farei comentário algum para não ser censurado pela revista.

    Responder
  4. Tchau Witzel!

    Responder
  5. Será uma “coversinha boa” ?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias