Para retaliar chanceler, senadores tentam derrubar sabatina de embaixadores - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 21 set 2020, 08:25

Para retaliar chanceler, senadores tentam derrubar sabatina de embaixadores

21 set 2020, 08:25

Senado faz força-tarefa nesta semana para sabatinar a indicação de 34 diplomatas para postos de embaixador

Embaixador

Visita do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, seria motivo da retaliação | Foto: EDERSON BRITO/ESTADÃO CONTEÚDO

Um grupo de senadores se movimentou neste final de semana para tentar derrubar a sessão da Comissão de Relações Exteriores do Senado destinada a sabatinar 34 diplomatas indicados a postos de embaixador. O cancelamento seria uma forma de retaliação ao chanceler Ernesto Araújo.

Conforme Oeste apurou, a movimentação ocorre depois da visita do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, a Roraima, na última sexta-feira, 18. Os parlamentares avaliam que o movimento foi um desrespeito à soberania brasileira e foi endossada por Ernesto Araújo.

Apesar da resistência de alguns senadores, o Senado manteve a força-tarefa para analisar as indicações das autoridades. As votações serão feitas presencialmente e ocorrem depois de seis meses de trabalho remoto por parte dos senadores.

Agora, os opositores se articulam para tentar esvaziar a sessão de sabatina. Para amenizar a crise, o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), afirmou que irá trabalhar para seguir com a agenda do colegiado.

Entenda

Ernesto e Pompeo se encontraram nesta sexta-feira,18, em Boa Vista, em Roraima. Eles visitaram o projeto Acolhida, que atende venezuelanos refugiados que deixaram o país comandado pelo ditador Nicolás Maduro. Durante a visita, Pompeo afirmou que “vamos tirar Maduro de lá”.

No dia seguinte, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), divulgou uma nota onde afirmou que as declarações de Pompeo foram uma “afronta às tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”.

Em comunicado publicado no site do Ministério das Relações Exteriores, o chanceler brasileiro disse que a nota de Maia “baseia-se em informações insuficientes e em interpretações equivocadas”.

“O povo brasileiro preza pela sua própria segurança, e a persistência na Venezuela de um regime aliado ao narcotráfico, terrorismo e crime organizado ameaça permanentemente essa segurança. O povo brasileiro tem apego profundo pela democracia, e o regime Maduro trabalha permanentemente para solapar a democracia em toda a América do Sul”, afirma.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

16 Comentários

  1. Até quando teremos que suportar Renan Maia e Cia no Congresso Nacional ?

    Responder
    • Se esses inúteis querem mandar na diplomacia, sejam eleitos pra presidente

      Responder
      • Quanto bobagem, qto $$$ jogado fora, qta gente inútil para o país comendo o nosso dinheiro….meu bom deus, seja bondoso e justo, aonde está escondido o senhor???

        Responder
        • Ridículo, idiota,.,.

          Responder
  2. É só olhar a ficha corrida desses 3 vagabundos, e na Câmara quem teve chilique foi o Botafogo!!! Patéticos

    Responder
  3. É INCRÍVEL COMO A BANDIDAGEM COMUNISTA NO BRASIL LOGO SE MANIFESTA, QUANDO UM REPRESENTANTE DO GOVERNO AMERICANO VEM AO BRASIL. Eles se autodenunciam!

    Responder
  4. O pior é que agente sabe que se fosse um representante da China todos eles estariam elogiando. O governo está indo muito bem com sua política externa, bas ver quem está achando ruim.

    Responder
  5. O senado é uma grande vergonha . Acolhimento aos irmãos que fogem da ditadura da Venezuela sofre retaliação desses senadores. Eles acham correto o que está ocorrendo na Venezuela? Equilíbrio diplomático não é se calar ante a covardia da violação dos direitos humanos no país vizinho. Deveriam aplaudir e não retaliar. Decepção desses senadores. Mas estamos nos organizando cada vez mais. Os eleitores se comunicam mais e se informam melhor ainda. A resposta vira. Todo apoio ao governobfederal em defesa da democracia na Venezuela. É ainda falam que Bolsonaro e autoritário. Fora fhc, Renan e essa turma do atraso. Onde estão os senadores da base que também deveriam fazer eu barulho em defesa do governo??

    Responder
  6. O Brasil foi tomado por corruptos, ignorantes, levianos e irresponsáveis indivíduos e grupos, a olhos vistos e, descaradamente, fazem de tudo para nos sabotar.
    Como são os delegados por nós para nos representar em todos os tipos de decisões, mesmo que contrárias ao nosso interesse, fica quase que impossível, nos trâmites comuns e normais, nos defender deles.
    O quê necessitamos fazer para fazer prevalecer a ordem e a higidez, principalmente a vontade de um povo que quer desesperadamente se livrar da corrupção institucionalizada no Brasil?

    Responder
  7. ditadura cubana mandando no itamaraty era ok para eles

    Responder
  8. Concordo com todos. Nada a acrescentar!

    Responder
  9. Nossa política externa vai muito bem com a aliança com países q têm algo oferecer ao país. Parabéns ministro Ernesto! Mas o Itamaraty ainda é um antro marxista, e sua missão, ministro, é limpar a pasta dos adoradores de ditaduras comunistas. Esses canalhas comunistas aparecem berrando contra a liberdade q eles odeiam, inclusive a China, q tem um grupelho dentro do senado, e muito forte. Não desanime, ministro! Permaneça firme! O Brasil do bem está contigo! De nossa parte, esses q defendem o comunismo hj, NÃO SERÃO REELEITOS.

    Responder
  10. Enquanto não acertarmos os ponteiros e elegermos bons políticos para se ter um bom congresso, teremos que aguentar essa corja de corruptos como esses três pulhas acima, por exemplo. Me assusta a oposição sempre tímida e recuada.

    Responder
  11. Já passou da hora do Povo se manifestar, nas ruas. Estamos sendo ameaçados todos os dias por políticos, juízes, intelectuais, artistas e jornalistas, através das mídias do ódio pelo povo , para implantar uma ditadura de esquerda no Brasil.
    Os Marinhos da Rede Globo, já apoiaram a ditadura militar, agora estão apoiando a ditadura terrorista da esquerda, tudo pelo poder. E aí, vamos ficar esperando o plim plim pra acordar novamente numa ditadura?
    Temos que ir pra rua, passificamente, como estava acontecendo de verde e amarelo e mostrar que o Povo Brasileiro NÃO APÓIA, o já demonstrado pela ONU, o regime da Venezuela e muito menos os crimes contra a humanidade praticados pelo Maduro.
    E o único jeito de ajudar o povo venezuelano na luta contra a ditadura comunista e mostrar pro Senado de que lado o Povo Brasileiro realmente está.

    Responder
  12. Vergonhoso.
    Esquerda agindo para defender Maduro.

    A posse dos embaixadores deve acontecer.
    São funcionários de diversos países.

    Apátridas. Criticando a própria soberania do Brasil.

    Responder
  13. Lixo!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês