Patrimônio de Manuela D'Ávila cresceu 382% - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 24 set 2020, 17:48

Patrimônio de Manuela D’Ávila cresceu 382%

24 set 2020, 17:48

Para as eleições deste ano, a candidata à prefeitura de Porto Alegre  informou possuir bens no valor de R$ 455,5 mil

candidata

Manuela afirma que possuir pouco mais de R$ 69 mil em livros | Foto: Richard Silva/PCdoB

Candidata à prefeitura de Porto Alegre pelo PCdoB, Manuela D’Ávila, teve o seu patrimônio valorizado em 382% em dois anos. Os dados são em relação aos declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 2018 e 2020.

Quando foi candidata à vice-presidência na chapa de Fernando Haddad, Manuela declarou ao tribunal patrimônio de R$ 94,5 mil. Para as eleições deste ano, ela informou possuir bens no valor de R$ 455,5 mil.

Entre os bens declarados, Manuela afirma possuir pouco mais de R$ 69 mil em livros. De acordo com a declaração, são dois mil exemplares de R$ 34,90 do livro escrito por ela “E se fosse você? Sobrevivendo às redes de ódio e fake news”.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. R$ 69 mil em livros? hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah!!

    Responder
    • QUEM DANADO VOTA NUMA PESTE DESSA?

      Responder
    • Todo comuna gosta de vampirar o estado.

      Responder
  2. Quem se habilita a comprar o livreco de Manuela d’Ávila, “E se fosse você? Sobrevivendo às redes de ódio e fake news”, pela merreca de R$34,90? Deve ser um estupendo “best-seller”, não?

    Responder
  3. Ta muitíssimo mal explicado este milagre da multiplicação, nem Jesus Cristo no auge de sua melhor performance, não conseguiu um milagre tão estrondoso assim, 385% de evolução patrimonial em apenas 2 anos, não seria o caso de e abrir uma investigação pra descobrir se tem dinheiro de caixa 2 ou dinheiro de corrupção? A Manuela tem muito a explicar aos seus eleitores, não acredito que eles vão cair na lábia dela, as vendas de livros de temática comunista não cola, ninguém compra isso, tão tudo encalhados estas porcarias.

    Responder
    • Hahahahahaahaahaahahahahaahha.
      Pensei a mesma coisa, meu chapa! Ipsis literis.

      Responder
  4. Por favor caríssimos internautas e assinantes, recado vale pro competente Wesley: não chutemos cachorro morto!
    Essa comunista nem sequer se destacou na política, encerrou sua carreira trepada num caminhão em São Bernardo, jogando uma “coca” na goela, enqto aguardava o “engodo”, já bêbado, mostrar à justiça brasileira, que a instituição tem funcionários públicos cooptados pela engrenagem criminosa que se arvorou do poder. Estamos em retomada. Essa comuna não fará nem casquinha nas eleições.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

O custo e o valor de ser ‘contrariador’

Prêmios como o ‘Contrarian Prize’ servem para aplacar o medo que muitos têm de se manifestar em defesa daquilo em que acreditam e assim reduzir o poder social do cancelamento cultural

Mentir e trancar é só começar

“Se você começar a proibir aglomeração em ônibus, vai faltar povo pra abastecer a quarentena vip, né?” / “Aí você captou tudo. Vidas doces importam”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Não é erro, é viés!

Não é uma tese conspiratória imaginar que há, sim, esquema nas pesquisas. Essa é uma possibilidade plausível

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O ex-mártir

O ex-mártir

"O antigo santo da luta anticorrupção, bandido para a esquerda e traidor para os bolsonaristas é um homem como qualqu...
A descoberta do ano

A descoberta do ano

"Desde o primeiro caso de covid-19, boa parte dos políticos viram na epidemia uma belíssima oportunidade para tirar pr...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 37 — 04/12/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês