Pecuaristas brasileiros mandam mensagem em código a Greta Thunberg - Revista Oeste

Edição da semana

Em 9 set 2020, 20:30

Pecuaristas brasileiros mandam mensagem em código a Greta Thunberg

9 set 2020, 20:30

O vídeo termina com uma pergunta: “De qual lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos?”

Donos de um dos maiores rebanhos bovinos do Brasil, os criadores de gado paraenses decidiram sair em defesa da pecuária nacional. Num vídeo de menos de dois minutos, a Associação de Criadores do Pará (Acripará) afirmou que é possível produzir com responsabilidade, preservando o meio ambiente.

“Existe 1 milhão de agricultores na Amazônia e apenas 5% deles utilizam queimadas como forma de limpeza para produzir seus alimentos”, diz a voz da narradora, que lembra a da ativista juvenil Greta Thunberg. “O Brasil preserva 66,3% de suas florestas nativas, o país que mais preserva no mundo. Produz alimentos em apenas 29% de sua área territorial. Por isso os alimentos que você consome são produzidos de forma responsável e sustentável.”

As alusões indiretas a Greta não param por aí. Em setembro de 2019, a ativista ganhou as manchetes dos principais jornais do mundo ao acusar as autoridades presentes na Cúpula do Clima da ONU de roubarem “seus sonhos e sua infância”. No vídeo, a voz faz uma sugestão aos espectadores. “Cabe à sua geração cobrar de seus governantes a preservação ambiental no seu país”, diz. “Na Amazônia se produz com respeito ao meio ambiente.”

O vídeo termina com uma pergunta: “De qual lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos?”.

O Brasil tem atualmente o maior rebanho bovino do mundo, com mais de 220 milhões de cabeças, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em 2019, foram exportados quase 2 milhões de toneladas de carne bovina.

Leia também: “O extraordinário momento do agronegócio”
“O produtor rural é quem mais preserva o meio ambiente”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. Esqueçam essa pirralha bobinha .

    Responder
  2. O mundo precisa conhecer o Brasil antes de criticar. Quanto a porta-voz e os globalistas precisamos de mais campanhas como essa para desmenti-los.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês