Petrobras reduz pela metade o tempo e o custo para construção de poço

Em 14 jul 2020, 22:30

Petrobras reduz pela metade o tempo e o custo para construção de poço no Espírito Santo

14 jul 2020, 22:30

Petrolífera avisa que usou nova metodologia e nova tecnologia para a conclusão do trabalho no litoral próximo a Vitória

petrobras - logo

Foto: DIVULGAÇÃO

Antes do previsto e com gastos menores do que os projetos inicialmente. Assim ocorreu a obra de construção de poço submarino para extração de petróleo por parte da Petrobras na Bacia do Espírito Santo. A empresa avisa que o tempo e o custo foram reduzidos pela metade graças a uma nova metodologia de trabalho.

Leia mais: “Delação de ex-secretário da Saúde pode complicar Witzel

De acordo com a própria Petrobras, a obra para construção do poço no litoral capixaba fez uso do conceito do True One Trip Ultra Slender (Totus). A petrolífera avisa que o modelo permite reduzir o tempo gasto na etapa de perfuração para um poço. Isso porque há “otimizações” e simplificações” na parte de planejar o projeto.

Na parte de tempo gasto, o conceito fez com que a obra em questão, a aproximadamente 100 quilômetros de Vitória, durasse 44 dias. Conforme informado pela equipe de comunicação da Petrobras, o tempo médio para conclusão de um projeto desse porte é de 96 dias. Ou seja: o tempo da obra foi reduzido mais do que pela metade.

Curiosidade: O poço citado pela Petrobras é da camada do “pós-sal”, que trata da seguinte parte:

petrobras - pós-sal - poço

Foto: DIVULGAÇÃO

Economia

Em termos de custos, a redução também ficou na casa dos 50%. Nesse sentido, a estatal informa que houve economia de aproximadamente 30 milhões de dólares. Com o exemplo da Bacia do Espírito Santo para mostrar, a empresa já fala em reduzir de 20 milhões dólares a 35 milhões de dólares na construção de poço de 2021 a 2025.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 Comentários

  1. É só parar de roubar, de colocar ladão companheiro sem competência e tirar a ideologia que o negócio funciona como relógio.

    Responder
    • Houve um erro de digitação, na verdade a redução foi de 96 dias (e não 69) para 44 dias – amigos Revista Oeste, favor corrigir.

      Responder
      • Isso mesmo, André! Obrigado pelo olhar atento e pela observação. Número corrigido. Abraços!!!

        Responder
    • Já está correto o número de dias. Onde vc leu 69 ? Está fixado nesse número?

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias