Polícia alerta contra novos protestos em Hong Kong - Revista Oeste

Em 26 Maio 2020, 15:08

Polícia alerta contra novos protestos em Hong Kong

26 Maio 2020, 15:08

Manifestações não serão toleradas na ex-colônia britânica; convocações estão circulando nas redes sociais

Vista de Hong Kong, um dos principais centros financeiros do mundo

Vista de Hong Kong, um dos principais centros financeiros do mundo | Foto: Benh LIEU SONG/Flickr

A polícia de Hong Kong alertou os moradores que não serão tolerados manifestações no território semiautônomo chinês. Nos últimos dias estão circulando convocações nas redes sociais para protestos nesta quarta-feira.

Uma nova lei de segurança nacional proposta por Pequim fez ressurgir as manifestações pró-democracia que abalaram o controle chinês sobre a ex-colônia britânica no último ano. A manifestação do último domingo, que foi brutalmente reprimida pela polícia, foi a maior desde o ano passado.

MAIS: Por Taiwan, China tenta pressionar a Câmara dos Deputados

A China alega que a lei de segurança nacional é necessária e que não vai cortar as liberdades naquele que é um dos mais importantes centros financeiros do planeta, informa a Reuters.

Lei do hino

As manifestações de amanhã visam evitar que o legislativo local aprove a “lei do hino”, que obriga que as escolas ensinem o hino da China e impõe pena de prisão a quem desrespeitá-lo.

Os manifestantes alegam que isso é mais um passo do governo comunista para destruir a autonomia do território.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. O mundo financeiro pode “fabricar” um outra Hong Kong em qualquer lugar ( já devem estar providenciando). A China não deveria perder esse importante centro financeiro. No final, a China será a grande perdedora.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias