Revista Oeste - Eleições 2022

7 de Setembro pode mostrar o tamanho do fascismo, diz Barroso

Ministro advertiu para a 'defesa das instituições'
-Publicidade-
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante palestra no 17º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, na Fundação Armando Alvares Penteado, na capital paulista - 05/08/2022 | Foto: André Ribeiro/Estadão Conteúdo
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante palestra no 17º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, na Fundação Armando Alvares Penteado, na capital paulista - 05/08/2022 | Foto: André Ribeiro/Estadão Conteúdo

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), fez uma declaração polêmica nesta sexta-feira, 5, sobre o 7 de Setembro.

“Se os apoiadores de um dos candidatos mostrarem o seu apoio no Dia da Independência, faz parte da democracia, e devemos olhar com respeito”, disse. “Agora, se for o episódio para fechamento do STF ou do Congresso, vamos saber o tamanho do fascismo e do sentimento antidemocrático no Brasil.”

A fala se deu durante uma palestra no 17º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, realizado na capital paulista. Um estudante interpelou o juiz do STF sobre supostos “episódios de violência” que poderiam ocorrer nas eleições deste ano, como a invasão do Capitólio, nos EUA.

-Publicidade-

Barroso lembrou ser necessário separar apoio aos candidatos, que chamou de “liberdade democrática”, dos ataques “às instituições”.

“Uma coisa é a liberdade de apoiar qualquer candidato, a outra coisa é querer destruir as instituições”, observou. “Apoiar um candidato é liberdade democrática. Agora, destruir as instituições é fascismo, um sentimento antidemocrático.”

O ministro do STF também disse que as instituições e os órgãos de segurança pública têm funcionado e são “sólidas”. Citou como exemplo o 7 de Setembro de 2021. Disse que, no ano passado, “temia-se invasão do Supremo e do Congresso, mas não aconteceu”.

Leia também: “O recado das ruas exige liberdade”, reportagem publicada na Edição 77 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.