A estratégia para difamar quem quer que ouse apoiar Bolsonaro

Rodrigo Constantino comenta caso de exposição na imprensa de grupo de conversa de empresários simpáticos ao governo
-Publicidade-
Texto de Rodrigo Constantino reflete sobre a suposta pluralidade do debate político brasileiro
Texto de Rodrigo Constantino reflete sobre a suposta pluralidade do debate político brasileiro | Foto: Reprodução

Em artigo publicado na Edição 126 da Revista Oeste, Rodrigo Constantino discorre sobre o propósito da espiral de silêncio da esquerda para abafar discursos que dela possam discordar, como nos esforços para difamar apoiadores de Jair Bolsonaro.

O colunista reflete especificamente sobre o caso do grupo de conversa de empresários simpáticos ao governo, exposto na última semana pela imprensa como uma suposta conspiração golpista.

Leia um trecho

-Publicidade-

“A esquerda não brinca em serviço. E o jogo é bruto, companheiro. O intuito aqui é claro: intimidar qualquer empresário ou indivíduo que ousarem apoiar Bolsonaro. Se nem mesmo grandes nomes, alguns bilionários, em conversas privadas num clube fechado, estão protegidos desse tipo de achaque, então todos podem ter vidas destruídas se resolverem se manifestar de forma mais veemente numa conversa de botequim.

O grupo não tem qualquer estrutura ou organização hierárquica, nenhuma ação prática derivada das conversas, nada parecido com uma célula terrorista, como um MST, MTST ou os black blocs. São apenas empresários debatendo sobre política, e alguns mais ativos destilando sua revolta com o quadro atual do país, que é mesmo revoltante pelo grau de ativismo político do Poder Judiciário, em particular do STF. Conversas privadas, reforçando. Transformaram isso num bloco golpista que atenta contra a democracia, nas narrativas midiáticas.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 126 da Revista Oeste vai além do texto de Rodrigo Constantino. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de Cristyan Costa, J.R. Guzzo, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, Silvio Navarro, Branca Nunes, Dagomir Marquezi, Flávio Gordon, Ubiratan Jorge Iorio, Donald J. Boudreaux, Tom Slater e Bruno Meyer.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Os marginais são assim, sem capacidade, competência e até mesmo caráter para encontrar um lugar ao sol por mérito próprio, se utilizam de artimanhas e ilicitudes para sucesso.
    Não há como entrarmos no jogo deles, já que, incapazes da produção de bens e serviços úteis e concretos à sociedade, amorais, limitados e complexados, se aglutinam no mote da criminalização de seus oponentes, nas tentativas vãs de igualar todos ao nível deles, bem como de tirar o foco das principais demandas sociais dirigindo-as para as narrativas falaciosas e Delegacias de Polícia, seara deles.
    Enquanto o povo brasileiro não se mostrar intransigente quanto ao retorno do País às normas constitucionais, os marginais continuarão se utilizando dos que aparelham a coisa pública, principalmente a Justiça, para tentar nos impor suas necessidades.
    Vamos à luta, não podemos transigir!!!

  2. Eles invadem as conversas de todos os de direita e autoridades, como no caso dos hackers que invadiram as conversas das autoridades da lava jato! Precisamos de gente que obtenha conversas fabulosas desse pessoal da esquerda, imaginem o que eles tramam?

  3. Olha Oeste, nunca me decepciono quando leio as publicações dos “comentaristas” que saem todas as sextas-feiras.
    Coincidência, nestes últimos dias tenho ficado chateado de não buscá-las, e até me culpei, fazendo um paralelismo com os livros de cabeceira que eu tanto lia, mas de 3,5 anos para cá, tornei-me um leitor prático e rápido.
    Até sugiro que estudem doravante na Carta ao Leitor, fazer um resumo/meio resumo de todos os artigos, como se estivéssemos lendo um livro.
    MOMENTO que estamos vivendo? Talvez nos impuseram uma quantidade tão grande de fake news, para no fim nos proibirem de dizer que a ESQUERDA BRASILEIRA COMUNISTA É INCOMPETENTE E JÁ PROVOU. OU QUE LULA É O MAIOR LADRÃO QUE O MUNDO JÁ OUVIU FALAR.
    Estamos atentos a cada lance, e as notícias resumidas passaram a ser o foco, acredito da maioria dos eleitores.
    Além de tudo, tem que sobrar tempo prá dormir, para as refeições, para trabalhar, para encomendar bandeiras do Brasil e vestimentas para exacerbarmos o nosso Patriotismo, frente ao que tentam nos impingir, que seria um aglomerado de merdas comandados por imperadores despreparados!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.