A europeus, Grupo de Agricultores Indígenas rebate Sônia Guajajara

No documento, seus representantes defendem o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul
-Publicidade-
Ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Tereza Cristina (Agricultura) já participaram de encontro do grupo | Foto: Divulgação
Ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Tereza Cristina (Agricultura) já participaram de encontro do grupo | Foto: Divulgação

Em carta endereçada a instituições europeias, um grupo de agricultores indígenas rebateu a líder indígena Sônia Guajajara, que, segundo eles, tem clara posição contrária ao governo federal e insiste em querer falar em nome deles. A ativista concorreu à Vice-Presidência da República em 2018 na chapa de Guilherme Boulos, do Psol.

No documento divulgado pela Funai nesta segunda-feira, 29, eles defendem o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul, posição contrária à de Sônia Guajajara. O grupo ressalta que, sem o acordo, as exportações brasileiras serão prejudicadas e, consequentemente, os próprios indígenas que já empreendem e produzem.

-Publicidade-

Leia mais: “‘A vida é tão importante quanto a questão do emprego’, diz Bolsonaro”

“O que essa indígena e outros vêm fazendo é, em nossa opinião, um crime contra os próprios indígenas, pois muitos já produzem soja, café, pescado e frutas (cacau e castanha-do-brasil) que são exportados para vários países, inclusive da Europa, sem destruir a floresta ou outro bioma, pelo contrário, ajudando a cuidar e defender o meio ambiente”, diz a nota.

De acordo com o grupo, Sônia Guajajara pertence a apenas uma dentre as 305 etnias existentes no Brasil e “não tem apoio sequer de sua própria gente”.

O Grupo de Agricultores Indígenas é formado por representantes de mais de 70 povos de todas as regiões do país. O documento é assinado por Felisberto Cupudunepá, da etnia umutina, Edson de Oliveira Santos, do povo bacairi, e Paulo Pontes Lúcio, da etnia fulniô.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.