ACM Neto ataca Doria: ‘Despreparo para liderar um projeto nacional’

Ida do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, para o PSDB abriu uma crise entre caciques do Democratas e João Doria

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
O ex-prefeito de Salvador ACM Neto atacou duramente o governador de São Paulo, João Doria
O ex-prefeito de Salvador ACM Neto atacou duramente o governador de São Paulo, João Doria | oto: Valter Pontes/Prefeitura de Salvador

A ida do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, para o PSDB, abriu uma crise entre os caciques do Democratas e o possível candidato tucano à Presidência da República em 2022, João Doria. O presidente nacional do DEM, ACM Neto, atacou o governador paulista em uma nota divulgada nesta sexta-feira, 14, e indicou que a legenda não deve apoiar o tucano no ano que vem.

“A mudança do vice-governador Rodrigo Garcia para o PSDB é fruto de uma inexplicável imposição estabelecida pelo governador de São Paulo, João Doria, cuja inabilidade política tem lhe rendido altíssima rejeição e afastado os seus aliados”, disparou o ex-prefeito de Salvador. “A postura desagregadora do governador de São Paulo amplia o seu isolamento político e reforça a percepção do seu despreparo para liderar um projeto nacional. O momento pede grandeza e compromisso dos homens públicos com o país. Não é hora de dividir, mas de agregar. O Democratas defende a união de forças, e que se deixem os interesses pessoais de lado.”

Leia mais: “DEM pode convidar Alckmin a se filiar, diz líder do partido”

-Publicidade-

No texto, o presidente do DEM afirma ainda que o partido “espera preservar a longa história de parcerias construída” com o PSDB, que “possui lideranças e quadros nacionais que são capazes de colocar os objetivos comuns e os sonhos para o futuro do Brasil à frente de projetos pessoais”.

Como registramos mais cedo, há uma corrente no DEM que defende um convite para que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, quadro histórico do PSDB e adversário de Doria internamente, se filie à sigla para disputar o Palácio dos Bandeirantes em 2022. Garcia deve ser o candidato apoiado por Doria para sua sucessão no Estado.

Leia também: “Vice de Doria ganha apoio de Covas e tenta isolar Alckmin no PSDB”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. O ACM avô desse sujeito não suportava o Lula. E esse sujeito já deveria ter se aproximado do Presidente Bolsonaro, tentar vencer a eleição pra governador da Bahia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.