-Publicidade-

Alckmin é denunciado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica

Conforme o MPSP, a Odebrecht pagou irregularmente R$ 9,3 milhões para a campanha do tucano pela reeleição ao governo de São Paulo, em 2014
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL | O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Conforme o MPSP, a Odebrecht pagou irregularmente R$ 9,3 milhões para a campanha do tucano pela reeleição ao governo de São Paulo, em 2014

alckmin
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB)
Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério Público paulista (MPSP) denunciou, na manhã desta quinta-feira, 23, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Ele é acusado de corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Conforme a Justiça, o tucano recebeu R$ 2 milhões em espécie da Odebrecht na campanha pelo Palácio dos Bandeirantes em 2010. Além disso, a empreiteira injetou mais R$ 9,3 milhões na candidatura dele à reeleição, em 2014. Contudo, a defesa nega as alegações contra Alckmin.

Leia também: “Ex-governador do DF Agnelo Queiroz na mira da Justiça”

Outras pessoas foram enquadradas pelo MPSP: o ex-assessor da Secretaria de Planejamento do tucano Sebastião Eduardo Alves de Castro e o tesoureiro da campanha de 2014, Marcos Antônio Monteiro. “Os recursos não foram registrados nas prestações de contas do candidato (falsidade ideológica), que solicitou e recebeu vantagem indevida (corrupção passiva), pagas pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht”, argumenta a Justiça em nota. De acordo com investigadores, Alckmin era conhecido pelo codinome Belém.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Quem não está curtindo é o Aécio. Certamente a batata dele tá assando no prédio construído do Centro Administrativo do G de Minas. A panelada do Pimentel tá assando no forno elétrico da CEMIG.
    Tem jeito de terceirizar a Administração pública nos 3 poderes?

  2. Podem denunciar TODOS os políticos corruptos, TODOS os que roubaram tanto que quase levaram o país ao caos… TODOS os ratos dos últimos governos de esquerda que ainda andam por aí, e podem faze-lo N vezes… A maioria está na mesma situação. Alguns imbuíram-se do poder de engavetar qualquer denúncia porque também têm os rabos presos e não querem se auto denunciar ou pagar pelos crimes que cometeram.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.