Além do ‘novo Bolsa Família’, governo também quer parcelar precatórios

Ministro da Economia afirma que PEC cria previsibilidade nos gastos e disciplina a capacidade de pagamento do governo
-Publicidade-
Presidente Jair Bolsonaro e ministros entregam reformulação do Bolsa Família | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Presidente Jair Bolsonaro e ministros entregam reformulação do Bolsa Família | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O Palácio do Planalto deve enviar ao Congresso ainda nesta segunda-feira, 9, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que propõe o parcelamento de precatórios. Mais cedo, o presidente esteve na Câmara dos Deputados para apresentar uma Medida Provisória que cria o Auxílio Brasil, benefício que vai substituir o Bolsa Família.

A questão dos precatórios veio à tona depois que o Judiciário informou que, em 2022, o governo federal terá de pagar, obrigatoriamente, R$ 89 bilhões em precatórios — valores devidos a empresas e pessoas físicas após sentença definitiva na Justiça. O montante é bem maior que os R$ 54,75 bilhões previstos no Orçamento deste ano. A ideia é parcelar a despesa.

Leia mais: “Bolsonaro admite que proposta do voto verificável será derrotada e culpa Barroso”

-Publicidade-

O ministro da Economia, Paulo Guedes, esteve no evento na Câmara e disse que o pagamento de precatórios é um problema que se acumulou por vários governos e que agora “desabou” de uma vez em um único ano. De acordo com Guedes, a PEC cria previsibilidade nos gastos e disciplina a capacidade de pagamento do governo.

“O presidente Bolsonaro ataca o problema frontalmente, disciplinando a exequibilidade do Orçamento da República”, declarou Guedes. O presidente também falou sobre a questão: “São duas propostas que chegam no dia de hoje. Agora a MP e mais tarde uma PEC. Basicamente visa a dar transparência, responsabilidade para os gastos”.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro