-Publicidade-

Alexandre de Moraes revoga decisão que paralisava impeachment de Witzel

Ministro revogou liminar concedida por Dias Toffoli durante recesso do Judiciário que impedia rito do processo de ter continuidade.
Governador afastado do Rio, Witzel agora pode sofrer <i>impeachment </i> | Foto: Governo do Rio de Janeiro
Governador afastado do Rio, Witzel agora pode sofrer impeachment | Foto: Governo do Rio de Janeiro | alexandre de moraes, wilson witzel, dias toffoli, stf, governo do rio de janeiro, alerj, impeachment

Ministro revogou liminar concedida por Toffoli durante recesso do Judiciário que impedia rito do processo de ter continuidade

alexandre de moraes, wilson witzel, dias toffoli, stf, governo do rio de janeiro, alerj, impeachment
Governador afastado do Rio, Witzel agora pode sofrer impeachment | Foto: Governo do Rio de Janeiro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou a decisão do colega Dias Toffoli que impedia a continuidade do processo de impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Em julho, durante o recesso do Judiciário, o presidente do STF ouviu a defesa de Witzel e desconstituiu a comissão especial que examinaria o processo de impedimento. A alegação foi de que ela não era formada obedecendo à proporcionalidade de representação dos partidos políticos e blocos parlamentares da Assembleia Legislativa fluminense (Alerj). Pela decisão, até que isso acontecesse, a ação deveria permanecer suspensa.

Toffoli havia baseado a decisão no rito de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Com a revogação, o já afastado governador agora deve perder de vez o mandato, já que a Alerj foi unânime em aprovar a abertura do processo contra ele antes mesmo que o escândalo de corrupção na Saúde — que tem como pivô o ex-secretário da pasta Edmar Santos — se agigantasse e levasse à prisão até mesmo o padrinho político dele, o presidente do Partido Social Cristão (PSC), Pastor Everaldo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês