Aliado critica participação de Bolsonaro em manifestação e cobra união e estratégia

Presidente da Comissão de Agricultura da Câmara pede ao governo mais pragmatismo político para enfrentar o momento atual
-Publicidade-
Presidente da Frente Parlamentar do Brics também se articula para instituir a representação do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) no Brasil | Foto: Pablo Valadares/Câmara
Presidente da Frente Parlamentar do Brics também se articula para instituir a representação do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) no Brasil | Foto: Pablo Valadares/Câmara
Deputado Fausto Pinato (PP-SP) | Foto: Pablo Valadares/Câmara

A participação de Bolsonaro na manifestação de domingo, 19, em Brasília, desagradou até aliados do governo na Câmara. O deputado Fausto Pinato (PP-SP), presidente da Comissão de Agricultura, por exemplo, faz duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Para ele, a única saída viável frente a atual pandemia é construir uma união nacional com estratégia.

-Publicidade-

Membro das bancadas evangélica e da agropecuária, Pinato se aproximou do governo ainda em 2019. O deputado, presidente da Frente Parlamentar Brasil-China, viajou junto com a comitiva presidencial na viagem feita à Ásia no ano passado. O bom relacionamento foi mantido este ano, mas, mesmo como aliado, o parlamentar acha que falta mais pragmatismo político ao Executivo.

A participação de Bolsonaro no protesto de ontem, pondera Pinato, “apequena o elevado cargo de presidente da República”. “Travestindo-se em mero animador de auditório, e, mais uma vez, deixa registrado a sua falta de estratégia e inconsequência política e jurídica no exercício do cargo que ocupa”, pondera.

O parlamentar escreveu uma carta que foi encaminhada ao entorno político de Bolsonaro, a qual Oeste obteve. “Com o devido respeito, Bolsonaro está derretendo politicamente e não consegue mudar o rumo do inevitável fracasso. A meu ver, quando o inverno chegar e, com ele, a explosão do número de infectados pela covid-19, triplicando o numero de mortos, explodindo o número de desempregados e a inevitável recessão, será o começo do fim!”, alerta.

Catástrofe

A “única saída viável para o governo (frente à pandemia)”, pondera Pinato, seria “construir uma união nacional para, juntos, passarmos este cálice que será muito amargo e doloroso”. Pinato, em outras ocasiões, defendeu a agenda do governo a favor da regulamentação da posse de armas pelos decretos editados por Bolsonaro quando o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se posicionava contrário.

O deputado continua a carta dizendo que “apoiar ou ser conivente com os frustrados guerrilheiros de internet” somente vai “piorar a situação”. “Que já é catastrófica. Imagino que Bolsonaro e seus consultores não estão acreditando que o Exército brasileiro vai embarcar nessa loucura demagoga! Mas ainda dá tempo de salvarmos o governo, só depende do presidente Bolsonaro”, declara.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Algumas vezes (vendo twittes dos filhos do Bolsonaro “cogitando” a volta do AI 5 ou dizendo que a democracia é demorada) me desalento ao ver esse flerte com o totalitarismo nas entranhas do Planalto ?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site