Amapá vive apagão e está sem energia há mais de 24 horas

Até que reparo seja concluído, o transporte de dois transformadores está em estudo
-Publicidade-
Marco Zero, em Macapá, simboliza a linha imaginária do Equador que corta a capital amapaense | Foto: Márcia do Carmo/MTur
Marco Zero, em Macapá, simboliza a linha imaginária do Equador que corta a capital amapaense | Foto: Márcia do Carmo/MTur

Até que reparo seja concluído, o transporte de dois transformadores está em estudo

Macapá
Marco Zero, em Macapá, simboliza a linha imaginária do Equador que corta a capital amapaense | Foto: Márcia do Carmo/MTur
-Publicidade-

Macapá e treze das dezesseis cidades amapaenses vivem um apagão há mais de 24 horas devido a um incêndio em uma subestação de energia. O blecaute aconteceu na terça-feira, 3.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que  60% a 70% do abastecimento de energia elétrica no Amapá pode ser restabelecido nesta quinta-feira, 5. A normalização total deve levar dias.

LEIA MAIS: Congresso aprova 27 projetos do governo de uma só vez

“Se não for no dia de hoje, vamos continuar trabalhando para que isso possa ocorrer amanhã ou depois de amanhã”, disse o ministro após encontro com o governador do estado, Waldez Góes.

O Amapá tem cerca de 862 mil habitantes, sendo que a grande maioria (513 mil) vive na capital, a área mais afetada pela queda de energia.

Entre as medidas em estudo, está o transporte de dois transformadores para substituir os equipamentos danificados. Um dos transformadores chegaria ao Amapá dentro de 15 dias, e o outro, em até 30 dias.

O ministério informou ainda que vai apurar os fatos e as responsabilidades, “tempestivamente, com vistas a prestar contas à sociedade”.

Davi Alcolumbre

O presidente do Senado é do Estado e, pelas redes sociais, tem se manifestado e até gravou um vídeo ao lado do ministro Albuquerque para afirmar que buscava soluções para o blecaute.

O irmão de Alcolumbre, Josiel, é candidato à prefeitura da capital Macapá.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Culpe o Bolsonaro por isso também seu bohsta! Seu michê de xinês vagabundo! Se fosse governador do amapá estaria também quebrando o estado pra dar o khu pra xinês também ô lesado! E no final, te descartam igual camisinha usada!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site