Anvisa aprova primeiro medicamento contra a covid-19

Remdesivir também já foi autorizado pelo FDA, agência reguladora de saúde norte-americana
-Publicidade-
Fachada da Anvisa em Brasília
Fachada da Anvisa em Brasília | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira, 12, o uso do antiviral Remdesivir contra a covid-19. Trata-se do primeiro medicamento que terá, na bula, a indicação para o tratamento do novo coroavírus.

O Remdesivir é fabricado pela biofarmacêutica Gilead Sciences, dos Estados Unidos e, em outubro, foi autorizado pelo FDA, agência reguladora de saúde norte-americana. O medicamento é recomendado para combater casos graves de covid.

-Publicidade-

Leia mais: “Covid-19: farmacêuticas anunciam remédio com 85% de eficácia”

O remédio, no entanto, não é vendido em farmácias, sendo de uso restrito apenas a hospitais. O custo é muito elevado, na casa de R$ 10 mil.

Vacina de Oxford

A Anvisa também anunciou o registro definitivo da vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford e a Fiocruz.

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump fez uso do medicamento no seu tratamento contra a covid-19.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.