Auxílio Emergencial não é aposentadoria, diz Bolsonaro

Presidente afirmou que o auxílio já consumiu 250 bilhões de reais dos cofres públicos
-Publicidade-
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR

Presidente afirmou que o auxílio já consumiu 250 bilhões de reais dos cofres públicos

Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira, 28, que o auxílio emergencial, criado durante a pandemia, “não é uma aposentadoria”.

-Publicidade-

Na saída do Palácio da Alvorada, ele afirmou que o governo vai estender o benefício até o fim do ano, mas com um valor menor que R$ 600.

“Tem cara já reclamando, o tempo todo assim. Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, pô, é melhor do que nada”, disse Bolsonaro.

LEIA MAIS: SOBRE BUNDÕES – Alguns elementos factuais sobre a relação entre Bolsonaro e a imprensa

O governo deve definir nesta sexta o valor que será pago até dezembro. Bolsonaro afirmou que o auxílio já consumiu 250 bilhões de reais dos cofres públicos.

“Lamento, esse vírus aí deu uma baqueada na gente, estávamos indo bem pra caramba”, afirmou o presidente.

Bolsonaro disse ainda que o país está “no limite” e afirmou que “a cruz que carrega” está “muito pesada”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.