Barroso afirma a deputados que urnas são seguras e transparentes

O presidente do TSE voltou a atacar o voto auditável
-Publicidade-
O ministro é crítico da impressão do comprovante do voto
O ministro é crítico da impressão do comprovante do voto | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse a deputados que as urnas eletrônicas são “seguras, transparentes e auditáveis”. Na tarde da segunda-feira 21, parlamentares da comissão especial que analisa o voto auditável estiveram com o juiz. “Trata-se apenas de uma reunião de transparência para demonstrar que tudo aqui é feito de maneira aberta e fiscalizável”, afirmou Barroso, no encontro. Ao lado de técnicos do TSE, o magistrado voltou a atacar a impressão do comprovante do voto, que está sendo apreciada no Congresso Nacional. Segundo ele, a medida é responsável pela lentidão do processo eleitoral e provoca falhas intencionais e não intencionais.

Amílcar Brunazo, engenheiro especialista em segurança de dados e voto eletrônico, salientou que a confiabilidade das urnas eleitorais é duvidosa. De acordo com ele, o equipamento pode ser objeto de fraude. “O software é desenvolvido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seis meses antes [das eleições], compilado com 15 dias de antecedência, transmitido por internet pelos tribunais regionais e por cartórios, e gravado num flashcard”, explicou Brunazo, durante audiência pública em comissão especial da Câmara dos Deputados, no mês passado. “A equipe do professor Diego Aranha, dentro do TSE, mostrou ser possível pegar esse cartão, inserir nele um código espúrio, que não foi feito pelo TSE, e colocar na urna eletrônica.”

Leia também: “O que você precisa saber sobre o voto impresso”, reportagem publicada na Edição 54 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. O TSE deu 5 dias(sic) para Bolsonaro dar provas que teve fraude, Bolsonaro deveria dar 5 dias para Barroso dar provas que não teve é mostrar a auditoria voto a voto. Senão fica essa história de disse me disse. Se Barroso ou Bolsonaro não tem como provar, implantes o voto auditavel e pronto. Aquele “la garantia soy yo” não vale.

  2. Você, Barrosinho, pode enganar os apedeutas dos deputados com esse lero-lero. Como eles são capachos de sua corte, acreditarão, de olhos fechados, no que você diz. A mim, você jamais engana. O objetivo seu é eleger, a qualquer custo, Carniça, vulgo Lula. Só o conseguirá com fraude dessa urna, que você tanto defende.

  3. sistema eleitoral Brasileiro é uma fraude….ganha quem eles querem. os Hacker invadem o Pentágono….imagina esse sisteminha do TSE……infelizmente estamos vivendo o pior momento desde 1889 – os poderes estão sendo Usurpado pelos supremosDemonios de plantão.

  4. ALTERNATIVA AO VOTO IMPRESSO para as eleições de 2022: Verificação de Integridade da Votação em Tempo Real (Verinvoter) que garante 95% de confiabilidade ao resultado da votação, com 1% de margem de erro, a ser efetuado em 2% dar urnas no dia da eleição. Vide vídeo explicativo no YouTube-> https://youtu.be/ebVV0EldkOY

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site