-Publicidade-

Bolsonaro anuncia chegada de insumos para a CoronaVac

China liberou o envio de 5,4 mil litros da matéria-prima usada no imunizante experimental contra a covid-19, garantiu o presidente
Também o Chefe do Executivo garantiu que a matéria-prima da vacina da Oxford virá rapidamente
Também o Chefe do Executivo garantiu que a matéria-prima da vacina da Oxford virá rapidamente | Foto: Divulgação/Jair Bolsonaro/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que a China enviará ao Brasil 5,4 mil litros de insumos para a produção da CoronaVac, imunizante experimental contra a covid-19. Segundo o chefe do Executivo, a liberação da mercadoria já foi autorizada pelo país asiático e chegará “em breve”. Com os produtos, será possível fabricar cinco milhões de doses do protótipo. “A Embaixada da China nos informou, pela manhã, que a exportação dos 5,4 mil litros de insumos para a vacina Coronavac foi aprovada e o produto já está em vias de envio ao Brasil, chegando nos próximos dias”, escreveu o presidente, no Twitter, na segunda-feira 25.

Além disso, Bolsonaro garantiu que a matéria-prima da vacina da Oxford virá rapidamente. De acordo com ele, a ação do Itamaraty foi imprescindível para que tudo desse certo. “A continuidade do recebimento dos insumos para a fabricação das vacinas pelo Butantan voltou à normalidade. Isso graças à ação diplomática do governo federal com o governo chinês por intermédio da embaixada chinesa no Brasil. A previsão de chegada dos insumos no Brasil é até o final desta semana”, acrescentou, ao agradecer ao governo estrangeiro pela “sensibilidade” de encaminhar os insumos necessários para o Instituto Butantan.

Leia também: “A verdade sobre a ‘vachina'”, reportagem publicada na edição 32 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Interessante: por dez vezes o Presidente afirmou que não compraria nada da China . De outro ponto em suas “Lives” afirmou que a “eficácia da vacina está lá em baixo”. Ano passado desautorizou o Ministro a Comprar as vacinas chinesas “mesmo se fossem aprovadas pela ANVISA” no famoso episódio que mandou o Ministro cancelar a compras das 46 milhões de doses e o Ministro respondeu: “funciona assim: um manda o outro obedece”. Em uma ocasião disse: ” sei lá se quem tomar a vacina vai virar um jacaré”. Agora que as entregas da Astra-Zeneca estão atrasadas no mundo todo e que a União Europeia exige que suas compras sejam entregues primeiro(porque financiou 2,7 Bilhões de Euros na pesquisa) e o Brasil não comprou outras vacinas, o PR muda completamente de opinião e vira um grande amiguinho dos chineses tão criticados pelos seus filhinhos e chamados de espiões. Engraçado, não é?

    1. Não ia comprar naquela época por não tinha nenhuma vacina aprovada pela Anvisa, assim como não comprou nenhuma outra. Uma vez aprovada é obrigação dele, junto com o MS comprar qualquer vacina aprovada pela Anvisa, ele gostando ou não da vacina. E se ele diz que não vai comprar nada, a canhota iria chamar de genocida, engraçado né. Afinal o que satisfaz vocês? Só ser do contra? E se ele tivesse comprado, gastado milhões e a vacina tivesse 0,40% a menos de eficiência, ou seja, abaixo dos 50%, numero esse que impediria a aprovação pela Anvisa? Ele ia fazer o que com ela agora? Ia justificar como ao TCU e à população????

  2. Deplorável que a disputa política tenha levado Bolsonaro e Doria a disputar qual dos dois é mais amiguinho do ditador (ir)responsável por toda essa catástrofe. O tempora, o mores!

  3. É nesse ponto que chegamos, o presidente da república que não se cansa de ser incoerente, e um sujeitinho metido a ditador cor-de rosa, disputando quem vai ficar com este monte de fezes que é essa vacina da SinoVac. Só quero ver quando o filho que irá sair disso daí que, de tão feio será, cada um irá renegá-lo. Confesso que até torço para que isso aconteça, desde que não hajam vítimas fatais.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês