Bolsonaro diz estar ‘empenhado’ em proteger brasileiros na Ucrânia

'Caso necessitem de auxílio para deixar a Ucrânia, devem seguir as orientações do serviço consular da embaixada', escreveu
-Publicidade-
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez referência pela primeira vez ao conflito entre os governos russo e ucraniano. Pelas redes sociais, disse estar “totalmente empenhado no esforço de proteger e auxiliar os brasileiros que estão na Ucrânia”.

“Nossa Embaixada em Kiev permanece aberta e pronta a auxiliar os cerca de 500 cidadãos brasileiros que vivem na Ucrânia e todos os demais que estejam por lá temporariamente”, escreveu.

-Publicidade-

Bolsonaro pediu aos cidadãos brasileiros em território ucraniano, em particular aos que se encontram no leste do país e em outras regiões em conflito, que mantenham contato diário com o governo brasileiro por meio da embaixada.

“Caso necessitem de auxílio para deixar a Ucrânia, devem seguir as orientações do serviço consular da embaixada e, no caso dos residentes no leste, deslocar-se para Kiev assim que as condições de segurança o permitam.”

O presidente disse ainda que o governo disponibilizou, para casos de emergência consular de brasileiros na Ucrânia e seus familiares, o número de telefone de plantão consular. “Atenderemos todas as demandas com total empenho e prioridade.”

Até agora, Bolsonaro não fez comentários sobre o conflito. Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores se manifestou sobre o ataque russo à Ucrânia na madrugada de hoje. Em nota, ressaltou que o “Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades”.

“Pedimos o início de negociações conducentes a uma solução diplomática para a questão, com base nos Acordos de Minsk e que leve em conta os legítimos interesses de segurança de todas as partes envolvidas”, comunicou a chancelaria brasileira.

Segundo o Itamaraty, o Brasil vê “com grave preocupação” o ataque russo à Ucrânia. “Como membro do Conselho de Segurança da ONU, permanecemos engajados nas discussões multilaterais para uma solução pacífica.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. O presidente Bolsonaro visitou a Russia e o Putin para garantir os fertilizantes necessarios para a nossa agricultura ! O Lula e a Dilma destruiram a nossa industria desses insumos ! O Mundo esta passando por uma crise de abastecimento de adubos ! A Tereza Cristina nao foi junto porqueestava com Covid !

    1. Vamos ver que irá acontecer com o governo do Putin, após essas sanções anunciadas e outras que já devem estar a caminho. Caso isso aconteça, podem procurar outro fornecedor pois a pressão será muito grande e o Bolsonaro não aguenta pressão, como já provou por diversas vezes. É um frouxo. Essa atitude de seu vice, embora previsível, é bem emblemática.

  2. Mas ele assinou acordos comerciais kkk, principalmente no que tange a invasões, agora o bozzo tem tecnologia russa pra invadir o stf e o supremo e se autoproclamar o grande líder, o mito tupiniquim pra delírio dos bolsonaristas!

  3. E o pior, se colocou como aliado de putin, até os usa se manifestaram dizendo que nós estamos do outro lado, bozo, um diplomata bufao e um pária internacional

  4. E quando o bozzo voltou da Rússia, os bolsonaristas diziam que ele tinha convencido o putin a desistir de invadir a Ucrânia, um negociador nato kkkkkkkkkkkkk

    1. Mias um idiotado a falar idiotices, pra variar. Pelo que observo, você não entende e nem conhece nada sobre política e acordos comerciais internacionais, não é mesmo, Gadolula?

  5. Eu digo isso, porque muitos governantes desaconselharam essa visita, será que o Bolsonaro desconhecia essa trama do Putin? Seus assessores não o informam de nada? E agora, com quase todo mundo contra o Putin, o Bolsonaro não vai cair numa saia justa? Vamos ver.

  6. Em sua visita a Moscou, o Bolsonaro firmou diversos acordos comerciais e em várias outras áreas, inclusive tecnológicas e militares, etc… Só faltou sair de lá dizendo juras de amor eterno ao Putin, quase que saiu mais um casamento. Mal ele sabia que estava lidando com Putin, o Terrível, o açougueiro das estepes euro asiáticas. Agora há pouco, ouví o discurso do Boris Johnson, garantindo que no ocidente ele, o Putin, já é considerado um pária, etc…etc… Será que o Brasil do Bolsonaro já foi rifado do ocidente?

    1. Acalma seu coração, esfria a cabeça e pensa com calma, meu caro. Essa visita estava agendada há meses, muito antes de cogitarem conflito. Você tem algum problema com o PR. Não tem obrigação nenhuma de gostar nem aprovar o que ele faz, mas devia escrever mais com o cérebro e menos com o fígado.

      1. Tudo isso que vocês dizem é verdade, a visita estava agendada havia muito tempo mesmo e que se tratava de questões comerciais, etc…, mas não é essa a questão, alguém poderia avisá-lo que o Putin poderia fazer merda por lá mas mesmo assim ele foi, a despeito de inúmeros avisos, até do velho “sleepy” Joe, mas o Bolsonaro é teimoso e foi assim mesmo para provar que é muito macho, etc… Agora está numa saia justa, mais justa que a calcinha do Dória.

    2. O Brasil tem que permanecer neutro e continuar lutando por sua independência econômica e militar internacional e fazer negócios com o mundo todo no decorrer do possível. Depender, seja dos EUA ou da Rússia, etc, é colocar nossa soberania em risco! Agora é esperar o fim dos conflitos e se posicioar de maneira não estragarmos nossas relações com ninguém. Tem que saber jogar também!

      1. É isto aí Bruno.
        Mas tem uns caras aí que não abandonam globolixonews nem fodendo!!!
        São as viúvas do luladrão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.