Bolsonaro diz ser ‘quase certo’ prorrogação do auxílio emergencial

A princípio, o socorro se daria em três parcelas de R$ 600, a última, agora em junho
-Publicidade-
 Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A princípio, o socorro se daria em três parcelas de R$ 600, a última, agora em junho

bolsonaro
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse ser “quase certo” que haverá novas parcelas do auxílio emergencial para os trabalhadores informais.

-Publicidade-

Falando a apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada nesta quarta-feira, 3, Bolsonaro ressaltou que o valor destes novos repasses ainda não está definido.

“O próprio auxílio emergencial de R$ 600 que está quase certo a quarta e quinta parcela, de valores menores um pouco, que está sendo ajustado pelo Ministério da Economia”, afirmou o presidente.

Em seguida, em conversa com jornalistas, Bolsonaro disse que têm duas novas parcelas “acertadas” com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Falta definir aí o montante. E vamos esperar que até lá os outros governadores entendam o que seja melhor para o seu estado e adotem medidas para voltar aí o povo a trabalhar”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro também confirmou que Guedes quer retomar a proposta da Carteira Verde e Amarela, que flexibiliza os contratos de trabalho.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.