Bolsonaro e Caiado reatam laços em relação ‘ganha-ganha’

Presidente da República e governador de Goiás ganham mutuamente com bandeira branca hasteada
-Publicidade-
Foto: Alan Santos/PR
Foto: Alan Santos/PR

Presidente da República e governador de Goiás ganham mutuamente com bandeira branca hasteada

Governador Ronaldo Caiado (DEM) havia rompido relações com o presidente Jair Bolsonaro | Foto: Alan Santos/PR
-Publicidade-

O presidente Jair Bolsonaro e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), reataram laços. Aliados do chefe do Executivo federal e do demista consideram que a bandeira branca levantada por ambos assinala um passo político importante não apenas para o combate ao coronavírus, mas também de reposicionamento de forças institucionais.

Por parte de Bolsonaro, aliados ponderam que a reaproximação é sadia pela sinalização que gera aos governadores. A imagem, ressaltam os governistas, manifesta a intenção do Executivo de reatar os laços e reforçar a defesa do governo pela democracia. O impacto político é o esfriamento de tensões com o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais: “Bolsonaro inaugura hospital de campanha em Goiás”

Esse não é o primeiro indício do presidente de preservar a harmonia entre os poderes. Só nesta semana, Bolsonaro também participou da posse de Alexandre de Moraes, ministro do STF, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Hoje, sexta-feira 5, o presidente disse, em discurso na inauguração de um hospital de campanha em Águas Lindas (GO), que ele e Caiado sempre terão uma boa relação. “Sempre fomos amigos e morreremos amigos”, destacou.

O governador de Goiás também ganha com a reaproximação, tanto em destinação de recursos quanto na obtenção de apoio para políticas públicas no Estado. Aliado de Caiado, o deputado federal José Nelto (Podemos-GO) faz boa avaliação dos sinais emitidos hoje e classifica como equivocado o rompimento adotado pelo próprio governador.

Equívoco

Para Nelto, governos não podem romper entre si. “O rompimento do Caiado, do meu ponto de vista, foi um equívoco. Você pode discordar, tem o direito de discordar. Agora, romper, não. Governo não pode guardar mágoa de ninguém. Os entreveros políticos fazem parte da democracia, só não se pode guardar mágoa. Então, acho que essa bandeira branca levantada pelo governador está correta”, explicou.

O parlamentar avalia, contudo, que os gestos de Bolsonaro sugerem uma preocupação. A exemplo dos sinais dados a Moraes, ele acredita que o presidente da República quer desidratar a narrativa de antidemocrático atribuída a ele pelos “antifascistas“. “O presidente da República está temeroso com a organização de todas as torcidas organizadas em São Paulo. O povo começou a reagir contra o governo, e ele sabe que o que mete medo em governo é o povo na rua”, analisou o deputado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site