-Publicidade-

Bolsonaro faz série de postagens sobre ações do governo na pandemia

Presidente destacou obtenção de vacinas, insumos para intubação e oxigênio
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais nesta quinta-feira, 1º, para divulgar ações tomadas pelo governo no combate à pandemia. Ele afirmou que o Ministério da Saúde fechou acordos para a obtenção de medicamentos de intubação para apoiar Estados e municípios. Segundo a publicação, “o saldo de um dia de negociações chega a 674 mil unidades de sedativos”.

Bolsonaro também editou nesta semana uma Medida Provisória liberando R$ 5,3 bilhões para a expansão de leitos e compra de equipamentos. O crédito extraordinário será repassado à Fiocruz, ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre, e ao Fundo Nacional de Saúde.

Leia mais: “Suplente do Major Olimpio toma posse no Senado”

Ele afirmou que, com a aprovação da vacina da Janssen pela Anvisa, o Brasil se destaca, em segunda posição mundial, com cinco vacinas aprovadas contra a covid-19: Pfizer, Fiocruz-AstraZeneca, Butantan-Sinovac, Janssen e covishield, que usa a mesma fórmula da AstraZeneca, mas é fabricada na Índia.

Bolsonaro lembrou que o governo já assinou contrato para obter 38 milhões de doses do imunizante que precisa de apenas uma dose. O mandatário também publicou que o Butantan entregou na quarta-feira 31 mais 3,4 milhões de doses da vacina contra o coronavírus que serão utilizadas no Programa Nacional de Imunizações.

Vacinômetro

O presidente também postou o vacinômetro do Ministério da Saúde informando que até 31 de março foram distribuídas 34 milhões de doses para as unidades da federação — 19 milhões já foram efetivamente aplicadas.

Oxigênio

Bolsonaro disse que “a série de medidas excepcionais adotadas pela Anvisa para diminuir o risco de desabastecimento de oxigênio medicinal no país foi capaz de aumentar em até 200% a capacidade de produção e envase do produto em território nacional”.

Segundo ele, o crescimento foi informado pelas próprias empresas à agência. Elas relataram ainda que as flexibilizações “são relevantes para permitir identificar previamente situações que possam causar a interrupção do fornecimento”.

O presidente aproveitou para afirmar que aeronaves da FAB estão transportando oxigênio para localidades mais afastadas, como Porto Velho, em Rondônia, e Sinop, no Mato Grosso.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.