Bolsonaro: ‘Moro sempre teve um propósito político, mas fazia de forma camuflada’

Em entrevista à Jovem Pan, presidente volta a falar em privatização da Petrobras e defende PEC dos Precatórios
-Publicidade-
Jair Bolsonaro concedeu entrevista para a Rádio Jovem Pan de Curitiba
Jair Bolsonaro concedeu entrevista para a Rádio Jovem Pan de Curitiba | Foto: Reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta segunda-feira, 8, em entrevista à Rádio Jovem Pan de Curitiba, a possível candidatura do ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro ao Palácio do Planalto em 2022. Segundo o chefe do Executivo, a entrada na política partidária — ele anunciará sua filiação ao Podemos no dia 10 — revela que Moro sempre teve interesses político-eleitorais.

“Você começa a entender o que eu passei com o ministro Sergio Moro. Ele sempre teve um propósito político. Nada contra, mas fazia aquilo que forma camuflada”, disse Bolsonaro. “[Moro] Tinha intenção de ir ao Supremo [Tribunal Federal]. No primeiro momento, achei justa a intenção dele. Depois passei a conhecê-lo um pouquinho melhor”, completou. 

Petrobras

-Publicidade-

Na entrevista à Jovem Pan, Bolsonaro reiterou as críticas à série de reajustes nos preços dos combustíveis e voltou a defender a privatização da Petrobras.

“A gasolina sai a R$ 2,30 na refinaria. Ao longo do percurso, tem lá o que se paga para os transportadores, a margem de lucro, o imposto federal de 74 centavos e o ICMS, que é três vezes isso. O ICMS não incide sobre o preço da gasolina na refinaria, mas na bomba. Isso está errado”, criticou o presidente. “Para mim, o ideal é você ficar livre da Petrobras. Logicamente privatizá-la, mas para muitas empresas. Não é tirar do monopólio estatal e passar para o monopólio privado. Tem que fatiar isso daí.”

PEC dos Precatórios

Bolsonaro também falou sobre a aprovação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios pela Câmara dos Deputados. O texto deve ser votado em segundo turno nesta semana. Caso aprovado pelo Congresso, o projeto abrirá espaço no Orçamento para garantir, por exemplo, o pagamento do Auxílio Brasil até o fim de 2022.

“[A PEC] Foi votada em primeiro turno na Câmara. Passou o parcelamento dos Precatórios, não é calote”, afirmou. “Acho que passa no segundo turno. Vamos ter problemas no Senado. O Brasil, que no corrente ano projeta um excesso de arrecadação em R$ 300 bilhões, não pode destinar mais R$ 30 bilhões para esses mais necessitados?”, questionou Bolsonaro. 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

21 comentários Ver comentários

  1. Concordo que é o melhor, ou único presidente que tivemos (os outros eram bandidos nas últimas décadas). Mas como é estabanado, sua inteligência emocional é nula. Jura ? Vai repetir a mesma narrativa do pt ? ok, é estranho o percurso que Moro seguiu, mas jamais falaria isso, jamais defenderia um argumento usado por quem assaltou o Brasil. Daqui a pouco esse jumento vai falar que a condenação do Lula foi injusta, sem perceber. Sem contar que um dos seus poucos imperdoáveis erros no governo foi nomear dois amigos de bandidos para o STF, que ficarão décadas nos azucrinando, e esses sim agem politicamente, defendendo políticos inescrupulosos do stablishment

  2. Não aceito denegrir ao Sérgio Moro. O presidente tem seu lado sádico e me lembro dele se referindo a própria filha como uma falha de ejaculação (não diretamente assim, mas neste sentido). Já li que Bolsonaro se desentendeu com seu ministro da justiça porque o mesmo se recusou a agir politicamente para descobrir os verdadeiros mandantes da facada dada pelo desgraçado Adélio. Tem de haver processo judicial, acredito. Também uma maquiagem na vontade de Moro em chegar ao STF que, para mim, seria muito certo, visto o ministro ter sido CONVIDADO pelo presidente ao ministério, devido a sua projeção e popularidade nacional por causa da Lava Jato. O fim da novela é esse desafeto do presidente ao Moro, a Lava Jato extinta pelo todo poderoso STF e o bandido, ex presidiário, que chegou às presidência, liberto dos processos que inviabilizariam sua candidatura à presidência em 22. É política? Tudo errado!

  3. Aí, coitadinho do luladrão, foi tudo inventado para tirá-lo das eleições, tadinho dele, tão inocente, não fez nada de mal, tenho tanta pena dessa injustiça 🙄 e tenho mais pena ainda desses zumbis que ainda vivem pra defender esse sujeito e essa teoria, tomara que acordem enquanto é tempo!

  4. Admiro o presidente Bolsonaro, mas lamento essas falas desorientas à respeito da Petrobras, seguramente induzidas por políticos que estão na sua base de apoio, desmerecendo a excelente gestão de seu indicado o Gal. LUNA, que vem seguindo as regras da paridade de preços internacional e explicado porque assim tem que ser feito, bem como, rebatido os políticos e a velhaca imprensa que a Petrobras é o vilão da inflação de preços dos combustíveis. Estamos vendo recentemente a Petrobras tendo que fazer publicidade informativa na Globo, para mostrar que seu produto (GASOLINA PURA) desenvolvido a enormes custos operacionais, recebe somente R$2,33 do preço por litro cobrado nas bombas.
    Mas, somente isso não mostra o valor dos demais agentes para chegar ao preço médio de R$6,57 nas bombas que pudemos verificar no site da Petrobras conforme segue: R$2,33 gas. pura(Petrobras=União/acionistas), r$1,72(ICMS=governadores), R$1,17 (álcool anidro=usineiros), R$0,69(impostos federais), R$0,66=(distrib./revenda).
    Logo, o ICMS dos governadores que nada produzem R$1,72 representa 73,8% da gas. pura(Petrobras) e 49,1% do total R$3,50 dos combustíveis gas.pura+álcool
    Observamos que a gasolina comum nas bombas é composta de 73% de gasolina pura e 27% de álcool anidro, portanto o preço por litro vendido da gas. pura pela Petrobras é: R$2,33/0,73=R$3,19 e do álcool anidro pelos usineiros é: R$1,17/0,27=R$4,33.
    Confesso que não sabia que o preço do álcool por litro é maior que o da gasolina.
    Vale dizer que os impostos federais são fixos por litro, e não sobre o valor cobrado nas bombas.
    Então, podemos concluir quem são os vilões? Alguém já ouviu os famosos governadores Dória (SP) e Welington Dias (PI=consorcio nordestino) esclarecerem isto a população? E a tradicional e desonesta imprensa não tem nada a dizer? Porque a Globo que acaba de receber publicidade da Petrobras, não faz este esclarecimento em suas reportagens sobre inflação dos preços dos combustíveis?
    Afinal porque ninguém fala do preço do óleo de soja, que subiu de R$2,90 para R$8,00 no mercado interno do nosso pais maior produtor mundial de soja?
    A revista oeste poderia nos fazer matéria a respeito, e até verificar porque não há uma política interna(público/privada), para estabelecer no caso das commodities agropecuárias, para primeiro abastecer o mercado interno a preços diferenciados dos praticados no comercio exterior de suas exportações dos excedentes?

      1. Certo, Felipe. O resultado será menor ainda.

      2. Professor, se a Petrobras cobra R$2,33 por 73% de um litro de gasolina pura vendida nas bombas, como se calcula o valor por litro?. Essa sua formula nos indica que o valor por litro é R$2,33*0,73, logo temos que o valor por litro da gasolina pura é R$1,70? Como pode então a Petrobras cobrar por 73% de (gasolina pura) nas bombas o valor de R$2,33?.
        Que aula foi essa que o senhor assistiu na sua escola?

    1. Excelentes considerações sobre o tema. Acho que um adendo deveria ser acrescentado: País e auto suficiente na exploração / produção de petróleo, mas como n tem Refinarias suficientes para refino tem que exportar o bruto e comprar combustíveis ajudando a compor o alto custo, pois isso e feito em dólar.

      1. Pois é ERROL, é por isso que defendo a Petrobras até porque sou acionista.
        Por que políticos, governadores e velhaca imprensa não questionam a BANCADA RURALISTA do Congresso, dos altos preços das commodities SOJA, CANA de AÇUCAR, CARNES e outras, que produzimos quantidades suficientes para abastecer o mercado interno e exportar o excedente? Uma garrafa de óleo de soja de 900 ml custava R$2,90 e atualmente R$8,00. Mas o culpado é a Petrobras pela inflação dos combustíveis. Como diziam nossos pais, “durma-se com um barulho desses”.
        No caso das commodities auto suficientes, penso que deveríamos ter entendimentos PÚBLICO/PRIVADO, para abastecer o mercado interno a preços diferenciados do internacional, como entendo fazem China, Rússia e outros países, priorizando o mercado interno. Afinal, bancos públicos sustentam políticas agrícolas de financiamento e proteção das safras e entresafras e fenômenos climáticos, para que?

  5. O morno sempre teve propósito político ne bozo, tanto que prendeu o lula na véspera da eleição com aquele processo p point pra lhe beneficiar, mas depois você o promoveu, vocês 2 são farinha do mesmo saco!!!

    1. É impressionante como até hoje ainda exista viúvas do LULA-MEGALADRÃO, o meliante foi considerado ladrão até pelo STF. Isso mesmo, os vassalos, não tiveram como anular as provas contra o MEGA-LADRÃO, por isso, declararam o FORO DE CURITIBA INCOMPETENTE para o julgamento, portanto consideraram as provas legais e robustas, na minha opinião, também consideraram o meliante como CULPADO.

  6. O judiciário já entendeu que essa questão dos precatórios inviabiliza economicamente o governo, por isso estão contra, já que as decisões de indenização cabe a justiça brasileira e esta em boa parte joga contra o país. Vide movimentações De alguns ministrecos do ESSITÊEFIII exigindo explicações sobre essa PEC, nada ligam para as questões sociais que representa essa aprovação. Lamentável

    1. Pisou ou não pisou no pé da chanceler Merkel? É mentira? Se foi ele próprio quem disse isso! E quanto aos recuos, é desnecessário dizer pois todos aqui já sabem.

  7. Até o momento não vejo chance alguma nessa candidatura do Moro. No entanto, com o desenrolar dos acontecimentos e com o aumento do descontentamento desse governo do Bozzo com esses recuos constantes, ele talvez possa ter alguma chance se for muito bem assessorado. Só esperando para ver. Só para se ter uma ideia, com um recuo acidental no G20, pisou no pé da chanceler Merkel. O sujeito agora só anda para trás, que nem caranguejo!

    1. Essa PEC dos precatórios com dívidas que se arrastam a muitos anos para União pagar, do nada, cai no colo dessa administração. Tem método, Brasil está ligado, os bastidores trabalham mas o povo já se ligou no “acaso”. Vamos em frente Presidente 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.