Bolsonaro nega crise com a China: “Mais uma ‘maconha’ no trabalho do governo”

Presidente disse que pretende ligar para o presidente da China, Xi Jinping, na próxima semana
-Publicidade-
Presidente tem uma lógica própria de governo. Mas poucos entenderam | Foto: Presidência da República
Presidente tem uma lógica própria de governo. Mas poucos entenderam | Foto: Presidência da República

O presidente disse que pretende ligar para o presidente da China, Xi Jinping, na próxima semana

Durante reunião com empresários brasileiros, o presidente Jair Bolsonaro negou, nesta sexta-feira, dia 20, qualquer crise diplomática com a China após as declarações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP),  seu filho, nas redes sociais. Em uma thread no Twitter, Eduardo endossou a tese de que o governo da China seria o responsável pela propagação do coronavírus no mundo. O presidente classificou as informações sobre a crise diplomática como “mais uma ‘maconha’ que querem botar em cima do trabalho do governo federal”.

Segundo o presidente, as relações entre Brasil e China não foram afetadas. “Não existe qualquer crise por parte do governo federal com a China. Zero. Zero. É mais uma ‘maconha’ que querem botar em cima do trabalho do governo federal”, disse ele.

-Publicidade-

“Não existe uma única palavra [minha] contra a China desde quando assumi o governo, em janeiro do ano passado. Estive na China há poucos meses. O nosso relacionamento com o Xi Jinping [presidente chinês] está excepcional. Talvez, na semana que vem, eu até ligue para ele para tratar de alguns assuntos voltados obviamente para a situação que vivemos no momento”.

Durante esta semana, Eduardo Bolsonaro publicou uma thread no Twitter associando a crise sanitária global do coronavírus a uma ação deliberada do governo chinês. Por sua vez, a Embaixada da China no Brasil manifestou “indignação” com o que classificou de “acusações desfundamentadas” e exigiu um pedido oficial de desculpas do filho do presidente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.