Bolsonaro se encontra com Mendonça após aprovação para o STF; fotos

Em imagens divulgadas pela Presidência da República, os dois aparecem em clima de comemoração e de descontração
-Publicidade-
Presidente da República, Jair Bolsonaro, assina decreto de nomeação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal | Foto: Alan Santos/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro, assina decreto de nomeação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal | Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta quinta-feira, 2, no Palácio do Planalto, o futuro ministro do Supremo Tribunal Federal, André Mendonça, aprovado ontem pelo Senado.

No encontro, Bolsonaro assinou o decreto de nomeação de Mendonça para a suprema corte brasileira. Em fotos divulgadas pela Presidência da República (veja abaixo), os dois aparecem em clima de comemoração e de descontração.

-Publicidade-

Mais cedo, o futuro ministro esteve no Planalto para “dar um abraço” no presidente Jair Bolsonaro. Mas foi informado que o presidente não estava, pois cumpria uma agenda no Rio de Janeiro.

Também nesta quinta-feira, Mendonça foi recebido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, na sede do tribunal. No encontro, ficou definida a data da posse: 16 de dezembro, às 16h.

Ontem, Fux já havia divulgado uma nota manifestando “satisfação ímpar pela aprovação” dizendo que sabe dos méritos do futuro colega para ocupar uma cadeira no Supremo.

“Além disso, em função da atuação na Advocacia-Geral da União, domina os temas e procedimentos da Suprema Corte, que volta a ficar mais forte com sua composição completa”, afirmou.

Pouco após a aprovação, Bolsonaro foi às redes sociais para comemorar e escreveu: “O meu compromisso de levar ao Supremo um ‘terrivelmente evangélico’ foi concretizado no dia de hoje”.

Ele classificou o período em que a sabatina ficou travada como “uma longa espera” e destacou que 47 senadores entenderam ser André Mendonça “uma pessoa capacitada para a missão”.

Fotos

Presidente da República, Jair Bolsonaro, assina decreto de nomeação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal | Foto: Alan Santos/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro, assina decreto de nomeação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal
Presidente da República, Jair Bolsonaro, assina decreto de nomeação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal | Foto: Alan Santos/PR
Vice-presidente, Hamilton Mourão; futuro ministro do Supremo Tribunal Federal, André Mendonça; presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Alan Santos/PR
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Cumpriu-se o ritual. Demorou, mas o candidato foi sabatinado e aprovado pelos congressistas. O presidente assinou o decreto de nomeação do novo ministro, a ser em breve empossado. Enfim, tudo de acordo com o figurino. Quanto às comemorações em Palácio, achei a 1a.foto da série um tanto quanto “pouco republicana”. Afinal, estamos revovando a Corte ou montando uma claque para o Governo? Este nosso país tem muito a amadurecer…

  2. Meu irmão em cristo, que Deus lhe dê sabedoria mas, nunca deixe de usar o temor a Deus, esse sim, faz toda diferença em nossas vidas. A paz de Cristo, Deus seja louvado!!

  3. Não conheço a história de nenhum dos dois indicados por Bolsonaro, nem Kassio Nunes e muito menos André Mendonça, não conheço as qualificações ou por quais intenções foram colocados lá, então é justamente por isso que eles merecem voto de confiança pois não conhecemos nada sobre eles, nem bom e nem ruim, diferentemente dos outros 9 ministros que sabemos muito bem por quais motivos foram indicados, um defedeu terrorista, outro era advogado no escritório que defende o pcc, outro era “abiguinho” da primeira dama, dizem as más línguas que era ele que fazia as unhas da dona Mar……, ou seja, justamente por não conhecermos esses dois últimos ministros é que já passam a serem qualificados!

  4. Guga Chacra, o “menininho mimado” da Globo disse que só na Arábia Saudita é importante um religioso na justiça, fazendo uma gozação ao Bolsonaro. Ele não entende que no Brasil nosso STF é inclusivo, pois tem de tudo que é “especie” se gente, desde democrático em um dia e anti-democratico em outro. Tem até ministro que acha que é o presidente da República. Tem até quem é escritor e humorista. A fauna dentro do nosso STF é farta de inclusividades. Tem ministro que quer ser poste e ministro que quer ser o cachorro. É uma infinidade de “especies” que nem Freud explica. Muita gente doente.

  5. Com calma, estratégia e determinação vamos avançando e desaparelhando o estado corrupto, fisiológico, eliminando os representantes que impatrioticos ficam no STF à serviço do atraso, do jogo sujo de PDT, Psol e PT dentre outros puxadinhos como se tornou o PSDB, hoje angariando pelo menos, entrar pelas portas dos fundos do covil, habitado por gente marginal e incompetente, que se instalou, aparelhou a Nação, desde a revolução comunista de 1.988.
    Avancemos com homens/mulheres sérios e determinados, comprometidos com seus compatriotas, e sem rabos presos com o tráfico de drogas e de armas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.