Bolsonaro sobe o tom contra Moraes: ‘Ou se enquadra ou pede para sair’

Na Avenida Paulista, presidente chamou ministro do STF de 'canalha' e disse que não irá mais cumprir suas determinações
-Publicidade-
Jair Bolsonaro centrou as críticas no ministro Alexandre de Moraes, do STF
Jair Bolsonaro centrou as críticas no ministro Alexandre de Moraes, do STF | Foto: Reprodução

Em seu discurso mais aguardado nesta terça-feira, 7, dia das manifestações em apoio a seu governo, o presidente Jair Bolsonaro subiu o tom contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na Avenida Paulista, em São Paulo, o chefe do Executivo acusou o magistrado de “açoitar a democracia” e “desrespeitar a Constituição”.

O presidente disse ainda que não vai mais acatar decisões tomadas pelo ministro do STF.  “Nós devemos, sim, porque eu falo em nome de vocês, determinar que todos os presos políticos sejam postos em liberdade. Quero dizer a vocês que qualquer decisão do senhor Alexandre de Moraes, esse presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou. Ele tem tempo para pedir seu boné e ir cuidar da sua vida. Ele, para nós, não existe mais.”

Hoje temos uma fotografia para mostrar para o Brasil e para o mundo. Não de quem está agora aqui nesse carro de som, mas uma fotografia de vocês. As cores da nossa bandeira são verde e amarela. Nós somos conservadores, nós respeitamos as leis e a nossa Constituição. Não vamos mais admitir que pessoas como Alexandre de Moraes continuem a açoitar a nossa democracia e desrespeitar nossa Constituição”, disse Bolsonaro. “Temos um ministro dentro do Supremo. Ou esse ministro se enquadra ou ele pede para sair.”

-Publicidade-

Segundo Bolsonaro, Moraes “teve todas as oportunidade para agir com respeito a todos nós”, mas “continua não agindo”. O presidente disse ainda que “não se pode admitir que uma pessoa apenas, um homem apenas, turve a nossa liberdade”.

Leia também: “‘Nunca serei preso’, diz Bolsonaro”


Por ‘eleições limpas’

No discurso, Bolsonaro voltou a criticar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a defender o voto verificável nas eleições. “Não podemos admitir um sistema eleitoral que não oferece qualquer segurança por ocasião das eleições. Não é uma pessoa do TSE que vai nos dizer que esse processo é seguro”, disse. 

Leia mais: “Bolsonaro: ‘Não podemos admitir que uma pessoa coloque em risco a nossa liberdade’”

“Nós queremos eleições limpas, democráticas, com voto auditável e contagem pública dos votos. Não posso participar de uma farsa como essa patrocinada pelo presidente do TSE”, prosseguiu Bolsonaro. 

Críticas a governadores

Em seu pronunciamento na Paulista, Bolsonaro reiterou as críticas aos prefeitos e governadores que determinaram medidas restritivas durante a pandemia de covid-19. “Vocês passaram momentos difíceis com a pandemia. Pior do que o vírus foram as ações de alguns governadores e prefeitos, que simplesmente ignoraram a nossa Constituição”, afirmou. 

Leia mais: “Bolsonaro convoca reunião do Conselho da República para amanhã”

‘Não quero o conforto’

Jair Bolsonaro disse, em seu pronunciamento, que sempre estará “onde o povo estiver”. “O conforto não me atrai. Passamos ainda momentos difíceis. Lá atrás, usei uma passagem bíblica por ocasião das minhas eleições: ‘Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará’. Quando assumi a Presidência, lembrei de outra passagem: ‘Por falta de conhecimento, meu povo pereceu'”, afirmou.  

Leia também: “Flávio Bolsonaro, sobre ato em Brasília: ‘A mensagem foi clara’”

“Passei meses difíceis, recebendo cobranças cada vez maiores para tomar decisões importantíssimas. Tinha de esperar um pouco mais, de modo que a população fosse se conscientizando do que é um regime ditatorial”, continuou o presidente. “Não quero o conforto dos palácios ou as benesses que existem em Brasília. Quero aquilo que seja justo, ao lado de vocês.” 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários

  1. Fala esse cara ta nos enganando agora que que esse cabeça de piroca se enquadre como bom ministro bolsonaro ta usando o povo como bucha de canhão e fazer o ok o povo quer nada e fala e fala e age como um covarde perdi minha paciencia com esse presidente tomara que nossa forças armada distitua ele tambem

      1. O que o tal de Nery escreveu, é o que se chama “falta de tirocínio “. Bem, ele não vai entender…

    1. Nery, o que é que um imbecil como você tá faznedo aqui na Oeste? Nem escrever sabe, vá estudar um pouco. Ou então assine a CrusoLIXO que é mais apropriada para energúmenos .

  2. De fato, a mensagem foi clara.
    Vejo que a imprensa está cautelosa na interpretação do discurso, mas pra mim, foi muito claro. Ou as coisas entram nos eixos da Constituição e atendem aos anseios populares, ou ele vai virar a mesa. Apoio ele mostrou que tem. No campo militar, a última manobra foi a troca de comando no Nordeste. Se não houve nenhuma outra, é porque o apoio é amplo.

  3. A polícia militar de São Paulo parece ter recebido ordem para não divulgar qualquer estimativa ou indício da grandeza da manifestação. O Datena insiste, mas o interlocutor da PM desconversa e não responde. Foram, certamente, as maiores manifestações populares que este país já viu. Bolsonaro, realmente, se tornou um mito.

    1. A PM paulista está apenas obedecendo as ordens do Agripino, que delira quando acha que pode se tornar presidente. Não se elege nem pra leão de chacra de zona.

    1. Faz muito tempo que sou defensor da desobediência civil. Infelizmente o povo desconhece que inadimplência não é crime. Apenas dois meses sem o pagamento de quaisquer impostos serão suficientes para que a corja de vagabundos que ocupa o Ninho de Ratos e a Pocilga finalmente entendam que o poder emana do povo.

  4. Hoje o PR escolheu um caminho que não tem volta! Acredito que não faria esta escolha caso não tivesse a certeza do apoio popular e outros apoios (FAA principalmente). Ele foi diretamente para o combate com o Alexandre de Morais e, consequentemente, com o STF. A paz armada acabou e foi declarada a guerra! Alianças serão feitas e as batalhas virão a seguir…

  5. O que mais me chamou atenção no discurso é que não mais cumprirá as decisões de Alexadre de Moraes. Agora é pagar para ver o desfecho.

  6. Agora a abstinência passa a ser total e os viciados entrarão em transe profundo até desencarnarem de vez, assim esperamos. Esse é só o início da guerra, preparem o coração para novas emoções q virão em seguida.

  7. De fato o STF vem avacalhando a CF88, decide o que bem quer e quando quer. Liberou o ladrao honesto, o traficante, os políticos da LJ e empreiteiros. Todos versados corruptos ladroes. Decidiu pela não suspensão dos direitos políticos da Anta e por aí vai. Além de ferrenhos ideologistas vermelhos, contudo o PR deveria moderar o discurso e evitar se expor.

  8. O que mais me irrita são esses comentaristas idiotas da Band News, CNN, Globo News, que parece que não olharam as ruas!!! Bando de idiotas!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro