Braga Netto: ‘É preciso respeitar o projeto escolhido pela maioria dos brasileiros’

Ministro disse que Brasil tem de estar unido "contra qualquer tipo de iniciativa de desestabilização institucional"
-Publicidade-
Ministro da Defesa, Braga Netto | Foto: Isac Nóbrega/PR
Ministro da Defesa, Braga Netto | Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, afirmou que o Brasil passa por um período de “intensa comoção” e “incertezas” que “colocam à prova a maturidade, a independência e a harmonia das instituições democráticas brasileiras”. Segundo ele, nesse contexto, o Exército, a Marinha e a Aeronáutica “mantêm o foco em suas missões constitucionais, permanecendo sempre atentas à conjuntura nacional”.

Na passagem de comando do Exército nesta terça-feira, 20, Braga Netto disse que é preciso respeitar “o rito democrático e o projeto escolhido pela maioria dos brasileiros para conduzir os destinos do país”. O ministro afirmou ainda que o país precisa estar unido “contra qualquer tipo de iniciativa de desestabilização institucional que altere o equilíbrio entre os Poderes e prejudique a prosperidade do Brasil”.

Leia mais: “CPI da Covid será instalada na próxima terça-feira”

-Publicidade-

De acordo com Braga Netto, “enganam-se aqueles que acreditam estarmos sobre um terreno fértil para iniciativas que possam colocar em risco a liberdade conquistada por nossa nação”. Ele disse que a sociedade pode estar certa de que as Forças Armadas “estão preparadas e prontas para servir aos interesses nacionais”.

Na cerimônia, o presidente Jair Bolsonaro passou o comando do Exército para o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, que substituiu o general Edson Leal Pujol. O presidente não discursou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. Os ministros do STF estão rindo do recado. Eles sabem que militares são leões desdentados e mancos. Por isso, Bolsonaro mexeu e ficou todo como estava, dos quartéis não há de esperar nada.

  2. Já tinha passado da hora de uma declaração desse tipo. Estamos assistindo às maiores aberrações jurídicas, desmandos, autoritarismos, esgarçamentos da Constituição, soltura de bandidos, etc. tudo isso numa ação orquestrada regida pelo STF e ecoada pela imprensa esquerdista e boa parte do Congresso. Tem MUITA coisa que pode e deve ser dita e FEITA sem sair um milímetro da Constituição Federal! É o que o povo espera.

  3. É que outro dia li sobre o enfraquecimento, por falta de investimento, das forças armadas de outros países, e fiquei pensando em como estaria a situação das nossas…

  4. Ainda temos Forças Armadas…Mas também temos ideologia anti-militarista no Brasil né… Sugiro matéria sobre a força bélica brasileira.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.