-Publicidade-

Brasil gasta 13,5% do PIB para bancar servidores públicos

Selma Santa Cruz destaca a importância das reformas para o Brasil, começando pela administrativa
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios | Foto: Ana Volpe/Agência Senado
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios | Foto: Ana Volpe/Agência Senado

Selma Santa Cruz destaca a importância das reformas para o Brasil, começando pela administrativa

Esplanada dos Ministérios
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios | Foto: Ana Volpe/Agência Senado

A recuperação da crise gerada pela pandemia será árdua e longa e reformas seriam fundamentais para acelerar o processo.

O Brasil gasta anualmente quase R$ 1 trilhão de reais — R$ 985,5 bilhões ou 13,5% do PIB — somente para bancar os salários e benefícios de seus 11,5 milhões de servidores nos três poderes e níveis de governo.

Por isso, um bom início seria a reforma administrativa, com o fim de reduzir o gigantismo do Estado e melhorar a qualidade do gasto público.

A colunista de Oeste Selma Santa Cruz trata da reforma administrativa e de outras mudanças fundamentais para o Brasil na 20ª edição da Revista Oeste.

LEIA AGORA: O BRASIL NA HORA DA VERDADE

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês