Câmara aprova lei que prevê distribuição ‘gratuita’ de absorvente em escolas públicas

Caso seja sancionado, o projeto custará R$ 84,5 milhões anualmente aos cofres públicos
-Publicidade-
Cerca de 5,6 milhões de brasileiras serão contempladas pelo projeto
Cerca de 5,6 milhões de brasileiras serão contempladas pelo projeto | Foto: Reprodução/Pexels

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 26, o Projeto de Lei (PL) 4.968/2019, da deputada federal Marília Arraes (PT-PE), que prevê a distribuição “gratuita” de absorvente higiênico aos estudantes dos ensinos fundamental e médio, mulheres em situação de vulnerabilidade e detidas.

Agora, a matéria será enviada ao Senado. Se for aprovada e posteriormente sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, a lei entrará em vigor em 120 dias. De acordo com o projeto, que custará R$ 84,5 milhões anualmente aos cofres públicos, cerca de 5,6 milhões de mulheres poderão ser beneficiadas.

Os recursos para a compra de absorventes serão obtidos no âmbito do programa de Atenção Primária à Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). No caso das beneficiárias presas, a verba virá do Fundo Penitenciário Nacional.

-Publicidade-

Leia também: “Lei obriga restaurantes a conceder desconto a quem realizou cirurgia bariátrica”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro